Conheça a Lagoa dos Patos, a maior laguna da América do Sul

0
929
Foto: Patrick Rodrigues

Apesar do nome, a Lagoa dos Patos, que banha 14 municípios no Rio Grande do Sul, é uma laguna — denominação dada a uma extensão de água que, mesmo cercada de terra, liga-se ao mar através de um canal. “Liga-se” é forma de dizer, pois a porção mais ao sul desta “lagoa” é inundada pelo Atlântico. Suas águas, ora doces, ora salgadas, espalham-se por mais de 10 mil km² de superfície, resultantes de seus cerca de 250 km de extensão e 60 km de largura em alguns pontos. Assim, a Lagoa dos Patos apresenta-se quase 1,5 milhão de vezes maior que, por exemplo, a área de um campo de futebol “padrão Fifa”, como o gramado da Arena Grêmio ou do Beira-Rio, só para citar as duas maiores canchas do estado, com pouco mais de 7 mil m² cada uma.

Não por acaso, trata-se da maior laguna da América do Sul, também chamada de Mar de Dentro. Que, além de enorme, é linda. Porém, nem sempre temos a felicidade de conferir tal beleza, pela falta de acessos terrestres no seu entorno. Então, o melhor ângulo para apreciá-la é mesmo a partir dela própria. Como fez o fotojornalista gaúcho Patrick Rodrigues. Radicado em Santa Catarina, ele queria navegar até Paranaguá, cidade litorânea do Paraná, com seu veleiro Endorfina, um Bruma 19. A previsão do tempo, contudo, indicava chuva naquela região pelos próximos 15 dias. Patrick teve a ideia de colocar o Endorfina nas águas da Lagoa dos Patos, em Pelotas, sua cidade natal. Quando possível, faria ainda voos com um parapente motorizado para capturar imagens de ângulos igualmente interessantes. Um apanhado dos registros obtidos ao longo de sete dias e 270 milhas de navegação você pode conferir na edição do mês de Náutica, disponível nas principais bancas e livrarias do país, na loja online e, também, na versão digital.