Atletas jovens do Jangadeiros são campeões em todas as classes na II Copa Brasil de Vela Jovem

0
689

Depois de 129 regatas disputadas pelas IV Copa Brasil de Vela e II Copa Brasil de Vela Jovem, em Porto Alegre, entre os dias 5 e 11 de março, os atletas do Clube dos Jangadeiros mostraram destaque na vela brasileira. Em busca da sua sexta Olimpíada consecutiva, a terceira ao lado de Ana Barbachan, Fernanda Oliveira conquistou o primeiro lugar na classe 470 feminino e o terceiro na classificação Geral da IV Copa Brasil de Vela. “É uma situação um pouco diferente para mim, em função da minha gravidez, mas foi bom que a gente pode demonstrar um ótimo nível, vencendo no feminino e ficando em terceiro geral na 470, competindo com os homens. Vamos lá, é mais um início de ciclo olímpico e estamos prontas para encará-lo”, diz Fernanda Oliveira.

Se de um lado Fernanda Oliveira e Ana Barbachan consolidam a sua trajetória de vitórias no esporte, de outro, atletas seguem surgindo no Clube. Os quatro pódios conquistados nas três classes da vela jovem demonstram que uma nova geração de campeões vem por aí.
“Esses campeonatos foram muito especiais para nós, pois mostram que todo o trabalho realizado em nossa escola de vela está dando resultado e que estamos no caminho certo”, conta Manuel Ruttkay Pereira, Comodoro do Clube dos Jangadeiros.

Campeões na classe 29er, Lorenzo Bernd e Phillipp Rump, destacaram o alto nível de competitividade e a disputa sadia entre eles e os amigos Breno Kneipp e Ian Paim, segundos colocados na competição e também membros da flotilha do CDJ. “Foi um campeonato muito disputado, onde conseguimos velejar muito bem, conquistando o título com uma regata de antecedência. O vento variou bastante, e o último dia, em especial, foi bem difícil porque ele rondou bastante. Mas o mais legal é que foi mais uma dobradinha do Clube, o Breno e o Ian venceram o Brasileiro de 29er e agora nós demos o troco”, brinca Lorenzo.

João Emilio Vasconcellos, campeão na Laser Radial, destacou a grandiosidade dos eventos esportivos e a possibilidade de competir, inclusive, com atletas de fora do Brasil.
“Com certeza, nunca me esquecerei desta experiência. Velejei com atletas de todo o país e tive a oportunidade de ver a francesa Marie Bolou correndo na minha raia. Fico feliz que tenha acertado boa parte das rajadas, o que me empurrou para o título”.

Se na organização das competições a sede foi dividida entre Clube dos Jangadeiros e Veleiros do Sul, o título na classe 420 masculino também foi assim. André Fiuza (VDS) e Pedro Zonta (CDJ), mostraram que a parceria entre as duas entidades náuticas também pode acontecer dentro da água. Zonta elogiou as condições de vento da II Copa Brasil de Vela e a oportunidade de conviver com estrelas do esporte. “Foi um ótimo campeonato para nos testar. Tivemos dias de ventos de intensidade bem forte e outras mais fracas. Felizmente conseguimos manter uma média bem boa e conseguimos deixar este título aqui em Porto Alegre. Além disso, foi um máximo poder ter um contato mais próximos com astros da modalidade, eles me deram toques que pretendo levar para os próximos campeonatos ”.

Fotos: Jefferson Bernardes e Gustavo Roth

Resultados da IV Copa Brasil de Vela

Finn – 8 regatas disputadas
1º lugar) Jorge Zariff (ICRJ) – 7 pontos perdidos
2º lugar) Antônio Moreira (CNC) – 15 pontos perdidos
3º lugar) André Mirsky (ICRJ) – 24 pontos perdidos

470 – 10 regatas disputadas
1º lugar) Geison Mendes e Gustavo Thiesen (VDS) – 14 pontos perdidos
2º lugar) Henrique Haddad e Bruno Abdulklech (ICRJ) – 26 pontos perdidos
3º lugar) Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (CDJ) – 28 pontos perdidos

RSX Masc – 12 regatas disputadas
1º lugar) Albert de Carvalho (BVC) – 14 pontos perdidos
2º lugar) Brenno Francioli (CNA) – 21 pontos perdidos
3º lugar) Gabriel Pereira (ICES) – 28 pontos perdidos

RSX Fem – 12 regatas disputadas
1º lugar) Patrícia Freitas (ICRJ) – 12 pontos perdidos
2º lugar) Bruna Martinelli (ICI) – 16 pontos perdidos
3º lugar) Carmen Rosas (CRG) – 34 pontos perdidos

Laser Standard – 11 regatas disputadas
1º lugar) João Pedro Oliveira (ICRJ) – 14 pontos perdidos
2º lugar) Bruno Fontes (ICSC) – 15 pontos perdidos
3º lugar) Phillipp Grochtmann (VDS) – 23 pontos perdidos

Laser Radial Fem – 11 regatas disputadas
1º lugar) Marie Bolou (CNL) – 20 pontos perdidos
2º lugar) Gabriella Kidd (ICRJ) – 40 pontos perdidos
3º lugar) Maria Cristina Boabaid (VDS/MB) – 58 pontos perdidos

Nacra 17 – 11 regatas disputadas
1º lugar) Samuel Albrecht e Isabel Swan (VDS/RYC) – 13 pontos perdidos
2º lugar) João Bulhões e Gabriela de Sá (ICRJ) – 15 pontos perdidos
3º lugar) Mateo Majdalani e Eugênia Bosco (FAY) – 22 pontos perdidos

49er – 12 regatas disputadas
1º lugar) Carlos Robles e Marco Grael (RYC) – 13 pontos perdidos
2º lugar) Robert Scheidt e Gabriel Borges (ICRJ) – 16 pontos perdidos
3º lugar) Martine Grael e Kahena Kunze (MB/ICRJ/Sailing) -29 pontos perdidos

Kitesurfe – 8 regatas disputadas
1º lugar) Roberto Veiga (GoKite) – 12 pontos perdidos
2º lugar) Wilson Veloso Junior (ICP) – 17 pontos perdidos
3º lugar) Bruno Lobo (ABK) – 31 pontos perdidos

Resultados da II Copa Brasil de Vela Jovem
Laser Radial Masc – 11 regatas disputadas
1º lugar) João Emilio Vasconcellos (CDJ) – 27 pontos perdidos (JANGADEIROS)
2º lugar) Andrey Godoy (V SAILING) – 32 pontos perdidos
3º lugar) Gustavo Abdulklech (ICRJ) – 49 pontos perdidos

29er – 11 regatas disputadas
1º lugar) Lorenzo Bernd e Phillipp Rump (CDJ) – 13 pontos perdidos (JANGADEIROS)
2º lugar) Breno Kneipp e Ian Paim (CDJ) – 17 pontos perdidos
3º lugar) Lucas Cazale e Richard Hilbert (ICRJ) – 23 pontos perdidos

420 – 12 regatas disputadas
1º lugar) André Fiuza e Pedro Zonta (VDS/CDJ) – 15 pontos perdidos (JANGADEIROS)
2º lugar) Tiago Quevedo e Erik Hoffmann (VDS) – 28 pontos perdidos
3º lugar) Martin Chao e Marco Peek (YCSA) – 28 pontos perdidos