Volvo Penta revela conceito de propulsão marítima híbrida

0
10906

Logo após o anúncio de que a Volvo Penta fornecerá soluções em motores elétricos para os segmentos de terra e mar até 2021, a empresa revelou detalhes de um conceito de sistema de desempenho interno (IPS) com alimentação híbrida.

Projetado para ampliar ainda mais a vantagem do IPS, o sistema híbrido permitirá que os barcos operem nas zonas de baixa e zero emissão que se espera que sejam introduzidas nos próximos anos. A configuração híbrida também trará benefícios adicionais, incluindo menor ruído, vibrações e custos de operação.

O sistema híbrido IPS está inicialmente previsto para a gama de motores de 8 a 13 litros – adequados para balsas, barcos-piloto e de abastecimento, bem como iates. Utiliza tecnologia híbrida comprovada, desenvolvida inicialmente no Grupo Volvo, que a Volvo Penta está adaptando e certificando para aplicações marítimas, usando sua ampla experiência em propulsão de barcos.

“Um híbrido fornece uma solução flexível, que mantém a alta eficiência oferecida pelo sistema IPS e acrescenta a capacidade de operar em ambientes de emissão zero”, diz Niklas Thulin, diretor de eletromobilidade da Volvo Penta.

“Com o torque total do motor elétrico disponível instantaneamente, o barco manterá a capacidade de resposta e controlabilidade pelas quais o IPS é famoso no modo somente elétrico, além de oferecer a capacidade de operar em 10 a 12 nós.”

Uma embreagem e um motor elétrico são adicionados entre o motor e o pod IPS. O motor elétrico é suportado por conjuntos de baterias de íons de lítio escaláveis ​​(dependendo das necessidades da aplicação) que podem ser carregadas externamente usando carregadores CA ou CC; ou recarregado usando o motor diesel primário. A abertura da embreagem permite que o barco opere no modo somente elétrico e, com a embreagem fechada, tanto o diesel quanto a energia elétrica podem ser usados ​​em paralelo. Em termos de operação, o capitão usará as interfaces de controle familiares do sistema IPS, com a adição de novos modos de unidade para escolher.

A natureza modular das baterias permite que os clientes personalizem o design e o desempenho de barcos comerciais e de lazer. Mais capacidade da bateria oferece cruzamentos somente elétricos estendidos e – com frequente carregamento externo – o uso de motores a diesel menores e menores custos de combustível. Com o motor elétrico e as baterias livres de manutenção – e o motor diesel operando por menos horas – o custo do serviço também deve ser visivelmente menor. A Volvo Penta continuará a oferecer suporte aos clientes na adaptação.

O IPS híbrido está atualmente em fase inicial de desenvolvimento, com o sistema sendo validado no centro de testes da empresa em Gotemburgo, e um barco de teste previsto para entrar o início de 2020. O IPS híbrido estará disponível para clientes comerciais em 2021, seguido por uma opção de barco de lazer logo em seguida. Com o tempo, esse sistema evoluirá para mais tecnologias híbridas e variantes de acionamento totalmente elétricas, como parte do compromisso da Volvo Penta de oferecer aos clientes soluções técnicas flexíveis que melhor atendam às suas necessidades.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones