Velejadores mirins conhecem o trimarã Sodebo Ultim’, da Transat Jacques Vabre, em Salvador

0
2505
Foto: Divulgação

Os alunos da escolinha de vela do Yacht Clube da Bahia tiveram uma tarde especial na última quarta-feira (15), na Vila da Regata da Transat Jacques Vabre. Mais de 30 crianças e adolescentes puderam entrar no barco Sodebo Ultim’, campeão e recordista da regata transatlântica de 2017 na categoria Ultime. Os pequenos de 7 a 15 anos viram de perto a máquina de navegação impulsionada pelos franceses Thomas Coville e Jean-Luc Nélias, que fizeram o percurso de 8 mil quilômetros em 7 dias e 22 horas.

O trimarã de mais de 100 pés é 15 vezes maior que o Optimist usado pelas crianças no dia-a-dia. O barco da classe de introdução à vela mais parece uma caixa de sapato e está disponível em todo mundo. Integrantes da equipe de terra do Sodebo Ultim’ e seu comandate Thomas Coville deram boas-vindas à garotada no ‘multicasco voador’, que se dividiram em turnos.

”Estou muito orgulhoso em fazer as crianças sonharem, seja aqui em Salvador, na Bahia, ou na França. Para mim é importante tê-los a bordo!”, disse Thomas Coville, comandante do Sodebo Ultim’. ”Não há sonhos que não possam ser alcançados, é isso que o projeto passa”.

Mariana Baiana, mãe de Matheus (11 anos) e Rafael (7 anos), levou os filhos para o passeio no Sodebo Ultim’. A soteropolitana ficou impressionada com o tamanho da embarcação e agora sonha em ver os dois competindo regatas longas. ”Nunca tinha imaginado eles num barco desses. É maravilhoso, incrível! Gostaria que eles tivessem um futuro na vela. Eles estão gostando muito”.

Depois de deixar a Optimist aos 15 anos, os velejadores mirins podem escolher outras classes de monotipo para seguir na modalidade. No Brasil, as mais procuradas são 420, Laser e Snipe.

”O objetivo da visita é dar oportunidade às crianças que estão começando na vela a conhecer um barco deste tamanho e ver uma equipe tão profissional de perto. Eles estão apenas no início e podem evoluir em horizontes muito maiores do que aqueles que eles enxergam”, disse Márcio Cruz, presidente da Federação Baiana de Vela.

A visita também contou com os atletas da equipe do Yacht Club da Bahia, supervisionados por Bernardo Arndt, medalhista pan-americano e com participações em três olimpíadas. A jovem Juliana Duque, que faz campanha para Tóquio 2020 e foi campeã mundial de Snipe, estava com o grupo no Sodebo Ultim’.

Teste Ventura V195 Crossover – 19/03/2020