Veleiro feito de plástico recolhido das praias faz viagem para lembrar o impacto do material nos oceanos

0
1348

O FlipFlopi é um veleiro de nove metros feito a partir de 10 toneladas de plásticos descartáveis, que iniciou viagem no último dia 24 para lembrar o impacto do plástico nos ecossistemas marinhos. A iniciativa, que conta com a parceria da campanha das Nações Unidas “Clean Seas”, fará uma expedição de 500 quilômetros ao longo da costa africana, entre o Quênia e Zanzibar, com paradas em seis locais.

Apesar do material ser diferente (plástico encontrado nas praias), o veleiro foi construído seguindo regras antigas. Tem a forma de um dhow, barco tradicional com o qual Vasco da Gama cruzou seu caminho para a Índia. As cores garridas vêm dos milhares de chinelos que o revestem.

LEIA TAMBÉM
>>Nova lancha de 30 pés da Armatti Yachts foi pensada para quem está começando
>>#tbt: Coral Angra 28, a primeira lancha com proa aberta e cabine
>>Comodoria e diretoria do Clube dos Jangadeiros tomou posse nesta semana

De acordo com um relatório recente sobre os limites legais ao uso de plásticos descartáveis, as Nações Unidas concluíram que 127 de 192 países adotaram algum tipo de legislação para regular o uso de sacos de plástico e que 27 países aprovaram legislação para banir produtos e materiais específicos, como pratos, copos, canudos.

A expedição começou na ilha de Lamu, no Quênia, e deverá chegar a Stone Town, em Zanzibar, em 7 de fevereiro. A viagem acontece um mês antes da próxima assembleia sobre o ambiente das Nações Unidas que juntará mais de 150 ministros do Ambiente em Nairobi.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones