Um dos grandes vitoriosos do Aloha Spirit quer remar forte em Brasília na canoa havaiana individual

0
664
Foto: Alexandre Socci

Um dos grandes vitoriosos do Aloha Spirit nos últimos anos, o paulista Rogério Mendes quer remar forte em Brasília na canoa havaiana individual, também chamada de va’a oc1. Em 2017 e 2018, ele subiu ao pódio nas seis etapas realizadas, com quatro vitórias e dois segundos lugares. Já neste ano, ficou em quinto lugar na abertura do Circuito, em Ilhabela/SP, e agora compete com a determinação, como bom militar que é.

Major do Exército, Rogério é hoje um dos principais nomes da modalidade e ainda tem como motivação não ter conseguido competir no Brasileiro, no último domingo, por causa de uma forte gripe. “Espero conseguir um bom resultado, remar forte, focado, disciplinado. É triste ficar de fora de um Brasileiro, mas foi um momento de aprendizado. Não respeitei o repouso necessário e fiquei exposto à gripe. Tive de aprender da pior forma, como meu próprio erro”, comenta.

“Meu único objetivo é treinar com disciplina e transformar cada prova num desafio pessoal a ser cumprido. É muito prazeroso ter a oportunidade de conciliar a família, a vida militar e a diversão aos esportes que tanto amo. Minha vida é muito melhor assim”, reforça Rogério, que usa o trajeto de sua casa, na Ilha Porchat, até o Forte dos Andradas, na Praia do Tombo em Guarujá, para treinar.

Muitas vezes, o meio de transporte é a canoa havaiana, remando 11 km em cada trecho. “Aproveito e treino, sem falar que evito o transito, a balsa. No começo, alguns se espantavam, hoje já é normal. Algumas vezes também vou de bike. É sempre uma ótima preparação”, ressalta Rogério, que acostumado a remar no mar, sabe que na prova deste final de semana a estratégia tem de ser diferente.

LEIA TAMBÉM
>>Boeing 747 afunda para virar ponto de mergulho no Bahrein
>>Carro-chefe da divisão de superiates da Riva tem estreia mundial em Veneza
>>Incêndio atinge marina em Porto Alegre

“Remar na lagoa é mais pesado. No Paranoá ainda é mais difícil, pois o clima seco acaba deixando todos os atletas com a boca seca, mas cada disputa tem um tipo de desafio. A baixa umidade do ar requer alguns cuidados com a hidratação, para evitar um desconforto durante a prova. Levo sempre uma garrafinha de água em mãos para ir me hidratando durante o dia”, afirma o atleta, que compete com patrocínio da Team Wine e apoios de Água Marinha, Canoe, Agonn Academia e Rumo Custom Paddles.

Maior festival de esportes aquáticos da América Latina, o Aloha Spirit será realizado no Pontão do Lago Sul, no Lago Paranoá. É a segunda de três etapas e a expectativa é reunir cerca de 1.500 atletas em sete modalidades. Ainda no va’a, os atletas competem na canoa taitiana (sem lemes), oc2 (duplas) e oc6 (equipes).

Também estarão em disputa o stand up paddle (SUP), com provas de longa distância e técnica; natação em águas abertas – 1.500m e 3.500m; paddleboard (remada na prancha); surfski, apneia estática (feita numa piscina montada na areia) e o waterman, um triathlon com os atletas competindo na natação, paddleboard e SUP.

Em todas as provas, a inclusão social é incentivada e com grande participação de deficientes físicos sobretudo na canoagem e natação. Além das disputas esportivas, destaque para a prática da yoga e as ações socioambientais, culturais e educativas, incluindo a participação de alunos de escolas locais, sempre remetendo ao tema do evento neste ano, A Simbologia da Água.

A cerimônia de abertura está marcada para sexta-feira, 19h, no Espaço Conexões, com o congresso técnico para todos os atletas, explicando percursos e regras. Outro grande destaque no primeiro dia do evento é o Festival de Cinema Aloha Spirit, que tem o patrocínio da Corona, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania. Serão exibidos vários documentários, contando históricas de superação no esporte e a harmonia com a natureza, para inspirar nas pessoas a busca pela prática desportiva.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones