Conheça o vencedor de tradicional competição de vela do Sul

0
399
Foto: Cláudio Bergman

A tripulação do Loyalty ratificou a força da Classe C30 no XXIX Troféu Cayru, umas das competições mais tradicionais da vela no Sul do País. O barco do Veleiros do Sul (VDS) venceu duas das três regatas disputadas no Rio Guaíba, em Porto Alegre, na categoria IRC, somando quatro pontos perdidos. O Spin (Delta 32) ficou em segundo lugar com 8,5 pontos, enquanto o terceiro colocado San Chico (BB40) acumulou nove.

Na regata Ilha das Pombas, de percurso longo, no sábado (19), o Loyalty chegou em segundo lugar, logo atrás do San Chico. Após a largada o vento sul aumentou de intensidade, atingindo 20 nós (36 km/h) nas rajadas, à tarde. O Loyalty venceu as duas regatas barla-sota no domingo aproveitando a variação do vento de sul a sudeste entre 15 e 18 nós. As várias classes levaram mais de 30 barcos à capital gaúcha.

O comandante Alexandre Leal atribuiu a conquista do Loyalty à união da equipe. “É o resultado dos treinos. Temos uma tripulação definida e que deve seguir junta na temporada de 2020. Além de os velejadores terem experiência, ganhamos o reforço do tático Cachopa, que conhece o barco muito bem”, enalteceu Leal. Fábio Pilar, o Cachopa, é campeão mundial de Laser Radial e conquistou títulos na Classe C30 com o Caiçara, em Ilhabela.

“O mais importante foi constatar que o time está muito bem treinado. Também adicionamos velas novas ao enxoval do Loyalty, que nos dão mais competitividade nas regatas de rating (tempo corrigido). A soma desses dois fatores nos deram a vitória, mas ainda temos o que melhorar”, afirmou otimista, o comandante Leal.

Procedente de Ilhabela (SP), antes de mudar de endereço para o Rio Guaíba, o Loyalty foi protagonista de várias conquistas na chamada Capital Nacional da Vela, incluindo o tetracampeonato brasileiro da Classe C30 de 2012 a 2015. O atual campeão nacional é o Kaikias Maserati, de Ilhabela, enquanto o Caballo Loco venceu a Semana de Vela, estabelecendo campeões inéditos em ambas as competições de 2019.

A disputa seguirá acirrada neste final de temporada em Ilhabela com a quarta e última etapa da Copa Suzuki de Vela Oceânica. Após oito vitórias em 21 regatas, Caballo Loco lidera com 29 pontos perdidos, incluídos cinco descartes. Kaikias Maserati soma 32 pontos, contra 33 do Caiçara, ou seja, a briga pelo título deve seguir indefinida até a última prova.

Os barcos Katana Portobello, eCycle +Realizado e Barracuda completam a flotilha da Classe C30 no XIX Circuito Ilhabela de Oceano. As regatas decisivas, com sede no Yacht Club Ilhabela (YCI), serão em 23, 24 e 30 de novembro, e em 1º de dezembro, dia de premiação e festa de encerramento para os velejadores da C30 e das classes HPE 25, IRC, RGS e Clássicos.

Copa Suzuki após três etapas (21 regatas e 5 descartes)

1 – Caballo Loco (Mauro Dottori) – 29 pontos perdidos
2 – Kaikias Maserati (Eduardo Mangabeira) – 32 pp
3 – Caiçara (Airton Schneider) – 33 pp
4 – Katana Portobello (Cesar Gomes Neto) – 50 pp
5 – eCycle +Realizado (José Luis Apud) – 60 pp
6 – Barracuda (Humberto Diniz) – 88 pp

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.