Transat Jacques Vabre 2019 define pódio da Multi50

0
540
Foto: Jean-Marie Liot

A regata Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre definiu, neste sábado (9), o pódio completo da classe Multi50, uma das três no calendário de competição internacional. Com a chegada do barco Primonial a Salvador (BA), o resultado da categoria está consolidado na edição 2019 da principal prova de vela oceânica em duplas do mundo.

O barco dos franceses Sébastien Rogues e Matthieu Souben fez o percurso de 8 mil quilômetros entre Le Havre, na França, e a capital baiana em 13 dias, 9 minutos e 42 segundos, diferença de mais de 30 horas para o vencedor da competição.

O campeão da Multi50 foi o Groupe GCA Mill et une Sourires, seguido pelo Solidaires en Peloton ARSEP. O Primonial foi recebido como manda a tradição, abençoado pelo sol de quase 30 graus na manhã baiana. A dupla estava na briga pela vitória nos primeiros dias de regata. Porém, acabou perdendo contato com os líderes após um pit-stop em Cabo Verde, ilha no meio Oceano Atlântico.

A Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre largou em 27 de outubro de Le Havre, na Normandia francesa com 59 barcos, um recorde para a competição. A prova reúne 11 nacionalidades na temporada 2019, a 14ª da história. São três classes na disputa: Class40, Multi50 e IMOCA. A competição também é conhecida como Rota do Café por parar em um país produtor da comoditie.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.