Torneio por equipes agita 46ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

0
454

As competições paralelas vão acirrar ainda mais a disputa da 46ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela, entre os dias 13 e 20 de julho. No Torneio por equipes, realizado desde a edição de 2014, a briga será entre clubes, associações ou cidades. O campeão recebe o troféu transitório Pen Duick II. O nome é uma homenagem ao Pen Duick II, veleiro do francês Eric Tabarly, vencedor da regata em solitário transatlântica Ostar, em 1964.

As regras de participação mudaram para a edição deste ano. Os times devem ter quatro barcos, um da classe Orc, um da IRC, um da RGS e um da Bico de Proa. Para a classificação serão considerados os pontos somados por cada barco em todas as regatas disputadas até 19 de julho. Vence a equipe que somar menos pontos no total. A premiação será feita na sexta-feira (19) à noite, véspera das provas finais.

No ano passado, a grande campeã foi a equipe CIZ, formada pelos barcos San Chico/ORC, Inaê 40/IRC e Zeus/RGS).

“O Torneio por Equipes foi uma inovação da Semana de Vela de Ilhabela, e uma nova forma de integração com equipes de outras classes. A disputa do ano passado foi nossa primeira experiência no torneio e foi muito legal. Nós despontamos bem na ORC, o Inaê foi muito bem na IRC e o Zeus também foi muito bem na RGS. As três tripulações fizeram seu trabalho bem feito representando suas categorias”, lembra Francisco Freitas, comandante do San Chico. “Este ano ainda não conversamos com ninguém para formar uma equipe. Em 2018 foi o pessoal do Inaê que nos chamou. Se eles quiserem contar conosco novamente, estamos à disposição.”

Para Francisco Freitas, o alto nível técnico das equipes vindas do nordeste, do Sudeste e do Sul é o ponto forte da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, principal competição de vela oceânica da América do Sul. Competindo em Ilhabela desde os 15 anos, o comandante do San Chico destaca a força dos gaúchos entre os competidores.

“Temos duas escolas muito fortes no Rio Grande do Sul, a Jangadeiros e Veleiros do Sul. Talvez pelos ventos de todas as condições que sempre temos por lá, acabamos formando bons atletas. Fora as equipes gaúchas, é bem provável encontrar velejadores gaúchos em outras tripulações. Isso mostra que estamos sempre exportando atletas, o que nos deixa orgulhosos da forma como representamos o estado”, garante.

Mais de 100 equipes de vários estados brasileiros e também do exterior já confirmaram presença na Semana Internacional de Vela de Ilhabela. Para a edição deste ano, foram convidadas as classes ORC, IRC, RGS, Bico de Proa, Clássicos, Multicascos, Mini Transat, HPE-25 e C30. A competição reúne atletas profissionais, medalhistas olímpicos, amadores e cruzeiristas nas mesmas raias.

Campeões dos Torneios por Equipes

2018 – CIZ (San Chico/ORC, Inaê 40/IRC, Zeus/RGS)
2017 – Ageless (Miragem/ORC, Rudá/IRC, Bravo/RGS)
2016 – São Paulo – (Rudá, AsbarIV, Mussulo III)
2015 – ICRJ – (Seu Tatá, Magia, Kalymera, Kybixu)
2014 – Escola Naval (Bijupirá, Breklé, Dourado, Quiricomba)

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.