Teste jet Sea-Doo GTI 130 2020: ótimo para quem está começando

0
3768

O grande diferencial do jet GTI 130, da linha 2020, está no casco, que ficou maior, especialmente na plataforma de popa, cuja área cresceu 36% em relação aos jets da geração anterior.

É tanto espaço que dá até para levar alguns equipamentos na garupa, como por exemplo um tanque auxiliar de 15 litros; ou uma caixa térmica ou cooler; uma bolsa; ou ainda uma torre retrátil de esqui, entre outros acessórios que podem ser fixados na popa por meio de um sistema de engate rápido.

Antes de acelerar o jet de entrada da linha GTI da Sea-Doo, testamos esse engate, que tem dois pontos de fixação integrados, e aprovamos. Esse recurso é muito prático, tanto para fixar como para tirar os acessórios — basta acionar ou soltar uma trava, e pronto.

Da popa para a proa, outro detalhe que chama atenção é o compartimento frontal, que agora tem capacidade de 152 litros (44 litros a mais que o da versão anterior), espaço suficiente para armazenar muitos equipamentos. Gostamos também do novo porta-luvas (com espaço indicado para guardar carteiras, óculos, protetor solar, etc.) e, especialmente, do porta-trecos, que, revestido de espuma, se transforma em um berço impermeável (quer dizer, à prova d’água) e resistente a impactos, indicado para proteger o celular durante os passeios. E ainda há uma porta usb integrado ao porta-luvas.

Hora de acelerar a máquina. Ao embarcar no GTI 130, dá para sentir a aplicação dos princípios ergonômicos. O assento de três lugares com lugar para encaixar as pernas do piloto permite uma condução mais prazerosa. Isto é, a gente se encaixa bem nesse jet. Mérito do sistema ErgoLock, exclusivo da Sea-Doo, que equipa todos os jets da linha GTI. De alguma forma, você veste o jet, ou vice-versa: o jet veste você.

Agora, sim, vamos prender o corta-circuito no colete e sentir como o GTI 130 se comporta na navegação. O teste foi feito nas águas lisas e tranquilas da represa de Bragança Paulista, com ventos na casa dos 15 nós. Por conta do centro de gravidade mais baixo, a expectativa é de que o jet esteja mais fácil e divertido de pilotar. Dada a partida, vem a confirmação.

O GTI 130 é um jet ágil, bem agradável de pilotar. O motor, de 130 hp, não faz feio. Pelo contrário. A velocidade máxima foi de 48,3 mph (42 nós) — quase 80 km/h na água. Os pontos fortes: a estabilidade do casco (apesar de esse jet não oferecer recurso de regulagem do trim), o baixo nível de ruído e o consumo (navegamos por mais de duas horas e não consumimos nem metade do tanque), em virtude do bom conjunto casco e motor.

Os comandos, no guidão, são bem simples. Com ambas as mãos no guidão, o piloto pode engatar à frente, neutro e reverso para fazer as manobras. O GTI 130 tem um sistema de freio muito prático, chamado iBR, que permite reduzir rapidamente a velocidade da moto aquática. Acionada a tecla freio, com a mão esquerda, um comando eletrônico imediatamente corta o acelerador e liga um motorzinho elétrico na popa, que, por sua vez, aciona uma grande tampa de reverso na saída da bomba d’água, freando o jet rapidamente. A reação é instantânea: o jet freia forte, porém sem perder o rumo e dando uma gostosa sensação de segurança. E ele só retoma a marcha quando o acelerador é novamente pressionado.

Tudo isso faz uma grande diferença na pilotagem de um jet que custa 20% menos que o Sea-Doo Wake 170 e que também pode ser usado para puxar esqui. Em resumo, o jet de entrada da linha GTI da Sea-Doo chegou bonito e com muitos pontos altos, a começar pela estabilidade do casco.

Características técnicas

Velocidade máxima: 48,3 mph (42 nós)
Capacidade: três pessoas (272 kg)
Comprimento: 336,6 cm
Boca: 125 cm
Peso: 335 kg
Combustível: 60 litros
Compartimento frontal: 152 litros
Motor: Rotax 1630 ACE
Potência:
130 hp (hidrojato)
Cilindrada: 1630 cc
Funções do painel: Velocímetro, RPM, Relógio, Horímetro, Modo Sport, Modo ECO.
Recursos: assento bi-partido (2 peças), alça de assento, gancho para reboque, compartimento estanque para celular, sistema de engate LinQ, sistema de áudio Bluetooth (opcional), espelhos grande-angulares, guidão com descanso para as mãos, ampla plataforma de mergulho e casco Polytec GEN 2. Mais informações, clique aqui.
Preço: a partir de R$ 61,9 mil

Mais detalhes do Sea-Doo GTI 130 2020

 

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Schaefer Yachts