Terror nos mares

0
3627

Parte da história dos mares, os piratas são figuras icônicas que chamam atenção, tornando-se até mesmo ilustres personagens de filmes. Por isso, NÁUTICA selecionou 10 nomes que se destacaram nos séculos de ouro da navegação europeia. Confira:

Bartholomew Roberts

Bartholomew-Roberts-(Black-Bart)_OK
Apontado como o pirata mais bem sucedido de seu tempo, o galês chegou a capturar mais de 450 navios. E isso em apenas três anos de “carreira” (entre 1719 e 1722). Morreu em combate contra um navio inglês.

Edward Teach, o Barbanegra

Barba-Negra1_OK
Entre 1716 a 1718, a bordo do navio Queen Anne’s Revenge, o inglês fez fama e fortuna como saqueador implacável no Mar do Caribe. Abordou navios suficientes para gerar o pânico à mera citação de seu nome.

John Rackham

Calico-Jack_OK
Primeiro a usar a bandeira símbolo dos piratas — com a caveira e duas espadas cruzadas —, tornou-se notório também por empregar duas mulheres travestidas de homens: Anne Bonny e Mary Read. Morreu enforcado, em 1720.

Edward Lowe

edward-low-card_OK
Um dos homens mais cruéis a comandar um navio pirata, era descrito por seus próprios homens como um maníaco brutal. Tinha o prazer sádico de torturar suas vítimas. Entre 1723 e 1724, capturou mais de cem navios.

Anne Bonny

Anne-Bonny_large_OK
Tão terrível quanto qualquer fora da lei dos sete mares, fez fama como “homem” da tripulação do capitão Calico Jack. Ao ser presa, teve a vida poupada por estar grávida, possivelmente do próprio capitão.

Capitão Kidd

William-Kidd--(Captain-Kidd)_OK
Oficial da Marinha inglesa, William Kidd desertou em 1695, com navio e tudo, tornando-se um dos mais célebres piratas da época. Condenado à execução, continuou famoso, após a morte, por conta de tesouros que teria escondido por aí.

Francis Drake

sir-Francis-Drake_1591-Gheeraerts_OK
O corsário inglês era considerado herói em seu país e pirata pelos espanhóis. Pudera: além de pilhar todos os navios hispânicos que via pela frente, derrotou, em 1588, a Invencível Armada Espanhola, afundando 23 navios.

Henry Every

Henry-Every2_OK
Considerado um dos piratas mais traiçoeiros de todos os tempos, consagrou-se por ter conseguido se aposentar com suas pilhagens sem ser morto ou preso. Atuou nos oceanos Atlântico e Índico, entre 1694 e 1696.

Henry Morgan

Henry-Morgan1_OK
Ex-oficial inglês, ele se converteu no século 17 em “Rei de Todos os Piratas”, saqueando boa parte do ouro tirado pelos espanhóis de suas colônias. É tão popular no Caribe que uma marca de rum carrega o seu nome.

Roberto Cofresí

Roberto_Cofresí_el_pirata_de_Cabo_Rojo_OK
Que Jack Sparrow que nada. O verdadeiro Pirata do Caribe foi este porto-riquenho, de Cabo Rojpo. Considerado uma espécie de Robin Hood, ele roubava ouro dos navios espanhóis para dar aos pobres. Foi executado em 1825, aos 33 anos.

Foto: Arquivo NÁUTICA

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

COMPARTILHAR
AnteriorOlho no hélice
PróximoNovo anfíbio
Paulistano, formado em Comunicações Sociais e em História, passou 35 de seus 63 anos de vida em redações. Há 21 anos, trabalha em publicações sobre barcos, em especial NÁUTICA, em cuja redação ingressou em 2007, como repórter e editor. Atualmente, é colaborador fixo da revista.