Mais de 4 mil tartarugas marinhas são resgatadas de águas geladas no Texas

0
413

Voluntários se unem para resgatar cerca de 4 500 tartarugas marinhas atordoadas pelo frio em águas geladas, no Texas, Estados Unidos. Os animais, que já estão ameaçados de extinção, foram gravemente afetados pelas temperaturas recordes e exibem consequências graves nessas situações. Esse é o único local do estado onde ninhos de todas as cinco espécies de tartarugas marinhas que vivem no Golfo do México foram encontradas — todas em perigo ou ameaçadas de extinção.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Os especialistas explicam que, quando a temperatura da água fica abaixo dos 10°, as tartarugas ficam atordoadas devido à baixa frequência cardíaca. Conforme a frequência cai, os animais perdem a capacidade de nadar ou até mesmo manter a cabeça acima da água, e acabam se afogando.

A Sea Turtle Inc., uma organização de proteção aos animais, se prontificou ao resgate de milhares de tartarugas desde o início da tempestade de inverno que vem assolando ao sul do Texas. Com a ajuda de voluntários, também conseguiu salvar uma série de répteis de sangue frio ao longo da costa, que foram transportados para locais com temperaturas mais amenas.

Por conta desse frio, as últimas semanas foram alvo de grande demanda de energia no estado, que acabou sobrecarregando a rede elétrica da região: a busca pelo aquecimento nas casas foi tão grande que resultou em blecautes em vários locais. Temendo um quadro ainda mais grave, a Sea Turtle Inc. fez um apelo à comunidade, que sucedeu na doação de um gerador para ajudar no aquecimento das tartarugas sitiadas, feita pela empresa SpaceX.

Leia também

» Capitania dos Portos do Paraná previne a poluição no ambiente marinho no litoral do Paraná

» Sul-africano está próximo de bater recorde mundial de travessia a remo em Cabo Frio

» Voluntários se unirão na limpeza da Praia da Atalaia nesta sexta-feira

SpaceX, nome comercial para Space Exploration Technologies Corp. é uma empresa de sistemas aeroespaciais e de serviços de transporte espacial sediada na Califórnia, do empresário Elon Musk. Ela ofereceu tanto suporte ao resgate às tartarugas que chegou a treinar seus funcionários para patrulhar e observar as tartarugas marinhas da forma correta durante esse período.

O Centro de Convenções South Padre Island também contribuiu diretamente com o programa: depois que o campus da Sea Turtle Inc. ficou sem espaço para abrigar além de 500 tartarugas, o Centro disponibilizou suas instalações para abrigar cerca de 4 mil animais marinhos.

Depois de toda essa movimentação, algumas das tartarugas acordaram e começaram a se mover com o aquecimento do corpo. No entanto, só é possível descobrir se houve alguma sequela (e quantas) depois de alguns dias de confinamento. A Sea Turtle Inc. foi fundada em 1977, com o objetivo tanto de resgatar e reabilitar tartarugas marinhas quanto de educar o público para ajudar nos esforços de conservação. Os acontecimentos recentes foram todos consequência da temperatura rigorosa, mas a organização tem o costume de resgatar animais feridos e prejudicados pelo lixo no oceano também.

Wendy Knight, diretora executiva da Sea Turtle Inc., explica que “o gerador da SpaceX colocou um band-aid em uma ferida crítica. Sem dúvida, este evento somado à suspensão da eletricidade e da energia, pode ter sido catastrófico. Pode ter destruído uma década ou mais de nosso trabalho”.

Por Naíza Ximenes, sob supervisão da jornalista Maristella Pereira.

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos..

Evino