Sul-Brasileiro de Optimist

0
1881

A Flotilha de Optimist do Cabanga Iate Clube de Pernambuco, formada por 15 velejadores, está pronta para disputar 37º Campeonato Sul-Brasileiro de Optimist, que começa hoje (11), no Iate Clube de Santa Catarina. A competição pode consagrar o velejador pernambucano Tiago Monteiro como maior da história do Optimist no Estado.

Isso porque o Sul-Brasileiro é seletiva para três importantes campeonatos internacionais – Mundial de Optimist (de 25 de agosto a 5 de setembro, em Kamien Pormorski, na Polônia), Campeonato Europeu (de 16 e 24 de julho, na Grã-Bretanha), e o Norte Americano (de 5 a 12 de julho, na Antígua, no Caribe). Para estabelecer o ranking, a Associação Brasileira da Classe de Optimist (ABCO) somará os pontos do Sul-Brasileiro e do recente Campeonato Brasileiro de Optimist, realizado no início do ano no Rio de Janeiro.

Os cinco primeiros velejadores do ranking da ABCO garantem vaga para o Mundial. Tiago Monteiro é o atual número 2 do ranking. Os que terminarem da sexta à oitava colocação, mais a primeira mulher do ranking, disputarão o Europeu. Estarão classificados para o Norte/Americano os atletas que ficarem do nono ao 19º lugar no ranking geral, além das quatro melhores velejadoras brasileiras da categoria.

“A seletiva é um campeonato muito importante. Os atletas que estarão aqui não disputam somente o título Sul-Brasileiro, mas sim uma vaga no Mundial, que é um evento fechado”, explica Ricardo Navarro, presidente da Comissão de Regatas. “É como se estivéssemos na metade da competição a partir de agora. A soma dos vinte e quatro resultados, sendo doze de cada campeonato, com apenas quatro descartes formarão a equipe brasileira. Dessa forma, nenhum atleta está garantido, pois é preciso ir bem nos dois campeonatos para assegurar vaga”, complementa Navarro.

“Sabemos que Tiago está muito próximo de conquistar um feito inédito e histórico para Pernambuco – se classificar pelo segundo ano consecutivo para o Mundial da classe. De janeiro para março ele vem evoluindo, tem chances de ficar entre os cinco, mas não podemos cravar a certeza. Na vela tudo pode acontecer. Ele tem boas chances de conseguir esse objetivo”, explicou o pai do velejador, Ted Monteiro. “Tiago está com a cabeça mais madura. A preparação foi feita, treinou dentro do possível, pelo menos quatro dias por semana. A nossa raia não é o local ideal para esse tipo de treinamento, mas pelo menos Tiago e os demais velejadores do Cabanga tiveram contato diário com as manobras”, finalizou Ted.

Em 2014, Tiago se tornou o quinto velejador de Optimist de Pernambuco a disputar um Campeonato Mundial da Classe. A última vez que Pernambuco classificou um velejador de Optimist para o mundial antes de Tiago foi no final da década de 1990, com as irmãs Roberta e Andréa da Rosa Borges, em 1999. Antes delas, em 1985, Hans Hutzler participou do Campeonato Mundial na Finlândia. O primeiro pernambucano a disputar um mundial foi Flávio Melo, em 1978.

Foto: Marcos Mendez/Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.