São divulgadas as primeiras imagens de projeto de marina ecológica nas Bahamas

0
1199

As primeiras imagens da que será a maior marina das Bahamas, Port St. George, acabaram de ser divulgadas, juntamente com mais detalhes sobre o projeto. Localizado a poucos minutos do Aeroporto Internacional Stella Maris, o Port St. George acomodará embarcações de até 100 pés de comprimento em 640 vagas e proporcionará maior proteção contra tempestades devido ao tamanho, permitindo que as embarcações sejam atracadas o ano todo, uma vantagem rara nesta região.

A marina também oferecerá uma gama completa de serviços, incluindo alfândega, imigração, limpeza de barcos e instalações de reparo, combustível, suprimentos, etc. Será o centro de um complexo que incluirá 276 condomínios de luxo, 82 moradias, entre outros, todos posicionados a alguns metros da orla. Haverá, também, um hotel de cinco estrelas com 50 quartos, uma pousada de 40 quartos e uma grande variedade de lojas de varejo, restaurantes e bares. A construção do empreendimento está prevista para começar este ano, e deve durar de quatro a cinco anos.

A StarPort Resorts Inc. anunciou planos para o que chamou de o primeiro “destino marítimo ecológico de luxo das Bahamas” em outubro do ano passado. Localizado na intocada Long Island, conhecida por seu litoral contrastante de falésias calcárias e praias tranquilas, Port St. George está dando um grande passo em direção a operar com uso extensivo de painéis solares e baterias de armazenamento.

LEIA TAMBÉM
>>Tecnologia de navegação com realidade aumentada da Raymarine será apresentada no Boat Show
>>Rio Boat Show chega à sua 22ª edição neste sábado
>>Visitantes têm experiência com tecnologia em navegação da Volvo Penta no Rio Boat Show

O Studio Hillier desenvolveu o plano do local e está por trás da arquitetura comercial e residencial do projeto, todos pensados para ser sustentáveis. Uma fazenda de hidroponia orgânica fornecerá frutas e vegetais frescos, reduzindo a necessidade de produtos importados, por exemplo, enquanto resíduos alimentares serão distribuídos diretamente de estruturas residenciais e comerciais para um centro de compostagem, que reduzirá o desperdício e criará um produto para enriquecimento do solo. A água da chuva será coletada nas cisternas e uma usina de dessalinização de osmose reversa, movida a energia solar, converterá a água do mar em água potável.

A marina tem como alvo a certificação Bandeira Azul e, se for bem sucedida, será uma das primeiras marinas nas Bahamas a alcançar este certificado ecológico de renome mundial.]

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?

A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones