Royal Mariner 300 tem linhas elegantes e chamativas, além de bom aproveitamento de espaço

0
4086
Foto: Mozart Latorre

Fundado em 2008, o estaleiro Royal Mariner, com sede em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana de Recife, está completando 10 anos, período em que — ignorando a crise — construiu algumas dezenas de lanchas, de 21 a 46 pés, de seis modelos diferentes. Para isso, se vale de uma estratégia fundamental: a produção verticalizada, para melhor controle de qualidade, sendo que a serralheria, a tapeçaria e a capotaria são todas feitas no estaleiro, além da laminação. São barcos que agradam, principalmente, pelo design e pelo arranjo.

A Royal Mariner 300 é uma das joias da coroa. Lançada no São Paulo Boat Show de 2017, e com 10 unidades vendidas, ela deriva da paulista Máxima 280, cujas fôrmas foram adquiridas pela Royal Mariner. Com 30 pés de comprimento, destaca-se pelo espaço generoso tanto na cabine, com pernoite (com folga) para quatro pessoas, quanto no cockpit, onde cabem até nove pessoas sentadas. Seu casco é estável e relativamente macio em águas agitadas e seu arranjo na parte mais usada do barco, prático para passeios. Confira tudo sobre o modelo na edição do mês de Náutica, disponível nas principais bancas e livrarias do país, na loja online e, também, na versão digital.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Schaefer 660