Rio São Francisco recebe motos aquáticas entre Sergipe e Alagoas

0
2010

As belezas do Rio São Francisco sob o ponto de vista da navegação em motos aquáticas foi o grande atrativo de um passeio em trechos de Sergipe e do Alagoas. Com roteiro de 250 quilômetros, a primeira edição do Rota do Velho Chico reuniu 57 embarcações nos dias 18 e 19 de maio e foi considerada um sucesso pelo público participante, formado por 64 pessoas.

O grupo partiu de Brejo Grande, junto à foz do rio, no extremo nordeste de Sergipe, com destino a Canindé de São Francisco, nordeste do Estado. O pernoite foi em Traipu, no Alagoas. “O nosso objetivo foi conhecer as belezas que o rio oferece, como as águas transparentes e a gastronomia local, das comunidades ribeirinhas”, contou o organizador do evento Swedoni Frazão.

Ele é proprietário da Pemagri, concessionária dos produtos BRP em Nossa Senhora do Socorro, região metropolitana de Aracaju (SE) – o que inclui as motos aquáticas da Sea-Doo. “O Rota do Velho Chico foi uma forma de envolver toda a família para uma experiência única no rio, que é um patrimônio dos brasileiros. Além de Sergipe, vieram pessoas da Bahia e do Alagoas”, continuou.

As belas paisagens ficaram na memória. “Nos trechos onde passamos, apenas motos aquáticas e embarcações pequenas conseguem chegar. O rio estava baixo, com pedras, e formaram-se muitas ilhas, que proporcionaram banhos maravilhosos. O passeio foi totalmente guiado e com o apoio de um sport boat, mas não tivemos qualquer contratempo.”

Segundo Frazão, a segunda edição do Rota do Velho Chico será realizada no final de 2018. “Há muito para explorar no rio, como as regiões de Piranhas, no Alagoas, e de Paulo Afonso, na Bahia”, concluiu Frazão.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones