Estaleiro do Pará construirá 10 rebocadores portuários. Investimentos chegarão a R$ 321 milhões

0
634

O Conselho do Fundo de Marinha Mercante aprovou o projeto da Sulnorte Serviços Marítimos para a construção de dez novos rebocadores portuários classe Ramparts 2500. As embarcações serão construídas no Estaleiro Rio Maguari, no PA, e terão 75 toneladas de tração estática (TTE). Os investimentos chegam a R$ 321 milhões.

A Sulnorte possui hoje a terceira maior frota de rebocadores do Brasil e está presente nos principais portos do Brasil prestando serviços de apoio portuário e marítimo, atuando em atracação e desatracação de navios, reboques oceânicos e apoio à plataformas de exploração de petróleo e salvatagens.

O objetivo da companhia em construir os novos rebocadores no estaleiro do Pará é a renovação de parte da frota, acompanhando a expansão do comércio marítimo brasileiro e se posicionando para participar das soluções logísticas que surgirem.

LEIA TAMBÉM
>> Seaview: o iate que será construído pela MCP Yachts com a holandesa Vripack
>> Intermarine prepara dicas de como cuidar dos barcos durante a COVID-19
>> Teste Ventura V195 Crossover: a evolução de uma das lanchas mais vendidas do Brasil

O Estaleiro Rio Maguari presta serviços de construção naval em aço para barcaças fluviais e oceânicas, empurradores, rebocadores, ferries, catamarãs, barcos de pesca e foi o contemplado para a construção das embarcações da Sulnorte.

Localizado no distrito de Icoaraci, município de Belém, Pará, o Estaleiro Rio Maguari tem acesso privilegiado aos grandes rios da Amazônia e ao Oceano Atlântico, o que permite a otimização da logística no suprimento de insumos e o amplo acesso aos mercados internacionais.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.
Inscreva-se no melhor canal sobre o mundo náutico do Brasil