Que tal entregar a reforma do seu barco antigo ao seu próprio construtor?

0
648

Imagine se você pudesse entregar a reforma do seu barco antigo ao seu próprio construtor, que irá deixá-lo exatamente como ele saiu de fábrica, com direito a peças originais? Pois essa é a proposta do estaleiro carioca Real Power Boats, que tem um serviço de reforma próprio, chamado Real Service, extensivo (e exclusivo) a todos os barcos da marca, mas indicado especialmente para os modelos com mais tempo de mar. “Se você quiser fazer uma manutenção de primeira, ninguém melhor do que a própria Real”, defende Paulo Thadeu Mendes, sócio-proprietário do estaleiro, que criou o serviço atendendo ao apelo dos clientes da Real, que reclamavam a falta de um serviço de manutenção especializado.

Os serviços — divididos em dois tipos, retrofit e reforma com revitalização — incluem desde a parte estrutural até a estética, passando pela elétrica, capotaria, serralheria, carpintaria e marcenaria e pela mecânica, com o uso de peças originais. O retrofit consiste na reforma das lanchas da marca que tenham passado por modernização e, com isso, apresentam diferenças em relação às originais, como é o caso da 35 pés da Real, que virou 355 e, depois, 365. Nesse caso, o Real Service oferece a possibilidade da transformação do barco original na versão mais recente. Já a chamada “reforma com revitalização” leva em conta o que precisa ser renovado no barco, seja a pintura, a aplicação de gelcoat ou a troca de estofado, entre outros serviços. “O objetivo é oferecer o melhor pós-venda aos clientes. Por isso os serviços serem oferecidos a baixo custo”, garante Paulo Thadeu. “Com o Real Service, os nossos barcos estarão sempre conservados e bonitos. Isso ajuda na hora de receber um barco como parte de pagamento, ou quando o cliente vende a embarcação”, explica.

Uma das vantagens desse serviço
é o fato de ser prestado por profissionais do próprio estaleiro

Outra vantagem desse tipo de serviço é o fato de ser prestado por profissionais que conhecem bem o barco, de acordo com as especificações originais, por estarem ligados ao estaleiro. Entregar o barco a terceiros nem sempre é uma boa alternativa. Qualquer lancha, em qualquer estado, pode passar pelo serviço, desde que seja da marca. “Já recebemos lanchas que passaram por acidentes sérios, como batida em uma pedra, por exemplo. Nestes casos, a gente refaz o fundo do casco e o que mais for preciso para o barco ficar novo de novo”, detalha Paulo Thadeu.

LEIA TAMBÉM
>>João Palombo e o pai descobriram os prazeres de uma Ventura 160. E não querem saber de outra vida
>>Cinema grátis é atração do Race Village durante a Semana de Vela de Ilhabela
>>Como uma pénichette pode ser uma deliciosa maneira de explorar os rios da França

O tempo médio de uma reforma completa fica em torno de dois meses. O orçamento pode ser feito até mesmo por meio de fotografias, para evitar deslocamentos. Outro cuidado tomado pela Real é o de realizar esses serviços na baixa temporada, pensando no deslocamento dos barcos. “Dependendo da distância, o frete encarece, chegando a 60% do preço do barco, para ir e voltar. Já na baixa temporada, por conta da demanda menor, as empresas de frete oferecem preços melhores”, justifica o sócio-proprietário do estaleiro. De acordo com ele, a escolha entre trocar de barco ou reformar vai da satisfação do cliente e do tipo de uso da embarcação. “Se o cliente sai de uma 350 para uma 365 com uma diferença de três anos, ele vai gastar em torno de R$ 400 mil na troca. Já o retrofit custa cerca de R$ 110 mil, mas sem os eletrônicos e os motores que acompanham a 365”, explica.

O empresário Marcelo Rodrigues recorreu aos serviços do estaleiro para sua Summer 20. “Eu tenho um outro barco, de 40 pés, e tinha este casco jogado na garagem. E, como sempre gostei de pescar, estava pensando em comprar uma lancha pequena só para pesca. Quando conheci o Real Service e descobri que poderia reformar aquele casco que eu iria jogar no lixo, não pensei duas vezes”, recorda ele. Resultado: a lancha foi toda reformada. “O barco ficou zero, superando a minha expectativa”, comemora Marcelo.

Mais de 100 barcos já foram reformados dentro da Real. O objetivo é oferecer o melhor pós-venda aos clientes

O Real Service já reformou mais de 100 barcos. O preço dos serviços varia de R$ 5 mil a R$ 100 mil, dependendo do tamanho do barco. As condições de pagamento são discutidas caso a caso pela assistência técnica do estaleiro. Mais um bom motivo para você reformar seu velho barco.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.