Praia na Sardenha cobrará entrada e terá limite de visitantes por dia

0
547
Foto: Shutterstock

O acesso a alguns pontos turísticos pelo mundo tem sido debatido nos últimos tempos. Depois de a Itália propor multa por sentar numa escadaria em Roma e cobrar taxa para turistas em Veneza, o governo de Stintino resolveu cobrar a entrada de seu ponto mais famoso.

A praia Le Pelosa, em Sardenha, começará a cobrar entrada dos visitantes. O prefeito de Stintino, Antonio Diana, tem o plano de limitar o número de turistas para 1 500 por dia para curtir as areias brancas da praia.

A decisão veio após um estudo que indicou o risco de superlotação de Le Pelosa. Segundo os apoiadores do plano, aplicar uma taxa de entrada ajudaria as autoridades a pagar a supervisão e manutenção da praia.

“O ingresso nos permitirá cobrir as despesas de Pelosa e distribuir os recursos também para a manutenção e limpeza das outras praias. Estou convencida de que podemos alcançar um bom resultado”, disse a conselheira de turismo da Sardenha, Francesca Demontis.

Em Pelosa já é proibido levar toalhas de praia e bolsas. A ideia é evitar que areia, proposital ou acidentalmente, seja levada. Caso você leve um punhado de areia por engano, corre o risco de pagar cinco mil euros (R$ 23 mil) de multa. A punição serve para qualquer praia da região.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.