Qual a potência certa da bomba de porão para o seu barco? Veja tabela

0
1783

Para saber qual a bomba com vazão adequada para o seu barco basta saber o comprimento da linha d’água do casco (só a linha d’água; não o casco inteiro!) e aplicá-lo nesta tabela abaixo, adotada por praticamente todos os fabricantes de bombas no mundo.

Assim sendo, por exemplo, uma lancha de 30 pés de comprimento e com cerca de 8 metros de linha d’água, exige, no mínimo, uma bomba de 1 500 gph (quase sempre a vazão das bombas de porão é dada em galões por hora (gph), medida americana que equivale a quase quatro vezes mais do que um litro e mesmo no caso das bombas nacionais, que informam a capacidade em litros por hora (lph), o ideal é se guiar pela medida de galões, para fins de comparação).

As bombas são apropriadas para retirar pequenas quantidades de água do fundo do casco. Não para drenar um barco já inundado

Mas, o problema é que há uma grande diferença entre a “vazão nominal”, fornecida pelos fabricantes na embalagem, e a “vazão real” das bombas — e sempre para mais, o que ajuda a enganar os clientes. Em alguns casos, esta diferença pode chegar a 40% menos na vazão real, quando as bombas são submetidas aos seus limites máximos de funcionamento.

Assim sendo, para garantir total segurança, o mais prudente é usar uma bomba entre 20% e 30% mais potente do que o valor nominal indicado pelo fabricante (e usado como referência nesta tabela). Com isso, no caso do mesmo exemplo da hipotética lancha de 30 pés, a bomba mais indicada seria, mais ou menos, uma de 2 000 gph — e não apenas a de 1 500 gph. Fique atento. E, na dúvida, aumente a potência da bomba. Mas não muito, para não comprometer o consumo de energia do barco, que é ainda mais importante.

A fórmula da bomba certa

Esta tabela define isso. Mas é prudente acrescentar uma boa margem de segura

 

 

PUB Marine Express - 02/07/2020