Governo de São Paulo prevê parque com mais de 8 km de extensão às margens do Rio Pinheiros

0
610

Nesta quarta-feira, 27, o governador de São Paulo, João Doria, realizou uma coletiva de imprensa para falar sobre os planos do Governo do Estado para o Rio Pinheiros. Na ocasião, Doria anunciou que o governo, em parceria com um consórcio privado, irá construir um parque com 8,2 km de extensão e 65 mil m² de área verde às margens do rio. O projeto prevê pista para caminhadas, áreas de convívio, ciclovia, área para ginástica, cafés, banheiros e estacionamento.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Segundo Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado, o projeto faz parte da terceira fase de despoluição do Rio Pinheiros, que visa despoluir o curso da água por meio de um projeto de saneamento básico, com ações de manutenção e recuperação das margens com o apoio da iniciativa privada até 2022. As outras fases envolveram a requalificação de estações da CPTM na região e a concessão da Usina São Paulo, também conhecida por Usina de Traição.

Penido colocou, também, a última edição do São Paulo Boat Show, que aconteceu de 19 a 24 de 2020, na Raia Olímpica da USP, como inspiração para o projeto. “O São Paulo Boat Show foi uma inspiração para nós, mostrou quão importante é cuidar do rio, e nos trouxe várias soluções utilizadas no evento que implantamos no nosso projeto, como as passarelas flutuantes, a casa flutuante”, disse à NÁUTICA, afirmando, ainda, que a navegação no rio será permitida. “Por isso estamos investindo muito na limpeza do rio, que será um primeiro passo para novos projetos. Será um orgulho para nós fazer um Boat Show no nosso rio!”, finalizou.

A nova área será construída na margem oeste do canal Pinheiros, entre a sede do Pomar Urbano e a Ponte Cidade Jardim, na zona Sul da Capital, após convênio firmado com a Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE), que é responsável pelo espaço. O trecho possui mais de 8 mil metros de extensão e a intenção é de que tenha ligações com, por exemplo, outros parques da região, além de ligação flutuante com o lado leste da marginal, tudo projetado com arquitetura modular e sustentável. O investimento será de cerca de R$ 30 milhões e os atrativos serão gratuitos, com obras iniciadas já em fevereiro e previsão de término para fevereiro de 2022.

Leia mais:

>> Novo túnel subaquático que liga Ilhas Faroé conta com estrutura colorida atrativa. Veja

>> Estúdio italiano apresenta novo conceito de catamarã anfíbio movido a energia solar

>> Novas marinas e incentivo ao turismo náutico: conversamos com Fausto Franco, secretário de Turismo da Bahia

Tethys Yachts