Parado

0
1121

O francês Thomas Coville, que tenta quebrar o recorde de navegação em solitário ao redor do mundo a bordo de trimarã, não contava com um imprevisto. Nesta terça-feira (28), o multicasco ficou literalmente parado na costa brasileira por causa da calmaria. Depois de 11 dias de velejada, o navegador  precisa completar o percurso em 57 dias e 13 horas para ter a nova marca, que pertence a Francis Joyon, também francês. O atraso é causado pelo anticiclone de Santa Helena, no Atlântico Sul.

O barco se encontra na altura do Rio de Janeiro e a intenção de Thomas Coville é escapar para o sul do Brasil com velocidade antes de dobrar à direita e seguir para a Oceania. “Os números falam por si só. Seis nós média ao longo das últimas 24 horas. Paciência”.

Thierry Briend, que ajuda Thomas a montar a estratégia, disse: “Desde segunda-feira ao meio-dia , quando a gente tomou essa decisão em conjunto, nós sabíamos que íamos enfrentar tempos difíceis. Mesmo assim, nenhum arrependimento. Só espero que ele seja liberado o mais rápido possível do anticiclone”.

 

Foto: Divulgação.

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.