Operação Verão 2020 da Marinha completa dois meses de atuação

0
370
Foto: Divulgação

A Operação Verão 2019/2020 completou, neste dia 15 de fevereiro, dois meses de realização nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, área abrangida pela jurisdição do Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN). Até o momento, 6 596 embarcações foram inspecionadas, o que representa um crescimento de 6,61% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Operação Verão, realizada nacionalmente pela Marinha do Brasil, iniciou em 15 de dezembro de 2019 e será finalizada em 15 de março.

No total, das embarcações que passaram por inspeção naval nas águas gaúchas e catarinenses, 527 foram notificadas. Esse número é ligeiramente menor que o registrado na operação anterior, quando 531 proprietários receberam notificações por irregularidades. No percentual de embarcações apreendidas foi registrada uma diminuição significativa, contabilizando 59 embarcações, o equivalente a uma queda de 11,94% neste ano.

LEIA TAMBÉM

>>Teste Schaefer 770: uma agradável combinação de conforto, beleza e desempenho
>>Projeto para marina pública no Espírito Santo está em fase final
>>Tethys Yachts se prepara para entregar mais uma lancha de 54 pés

Já o número de Inquéritos Administrativos sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN) instaurados teve um aumento de 12,5% comparado ao mesmo período do ano passado, correspondendo a9 inquéritos abertos nessa operação. O melhor resultado é o referente ao número de acidentes ocorridos. Nesta operação, nenhum acidente foi registrado,uma diminuição de 100% em relação ao mesmo período em 2019, quando 6 acidentes foram contabilizados.

As atividades de inspeção naval do Com5ºDN estão sendo realizadas por três Capitanias, sendo uma destas fluvial, quatro Delegacias e uma Agência. Para garantir um verão mais seguro em nossas águas, os agentes da autoridade marítima brasileira realizam fiscalização nos seguintes aspectos: habilitação dos condutores; documentação da embarcação; material de salvatagem (coletes e boias); extintores de incêndio; luzes de navegação; capacidade de lotação e o estado da embarcação. Além disso, foram utilizados etilômetros, tendo em vista ser proibido o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.

Schaefer770