Escritório de arquitetura projeta primeiro parque de esculturas subaquático de Miami

0
534

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

O escritório de arquitetura OMA (Office for Metropolitan Architecture) desenvolveu recentemente uma proposta para o primeiro parque subaquático de esculturas e recife artificial de Miami. Trabalhando em parceria com Ximena Caminos e a BlueLab Preservation Society, o projeto tem como objetivo proteger e preservar a vida marinha e a resiliência costeira de Miami. Chamado de ReefLine, o projeto terá 11 km de extensão e contará com um parque de esculturas, opções de mergulho com snorkel e um recife artificial.

Segundo a equipe, o projeto de arte pública ambiental em grande escala foi concebido por Ximena Caminos, que atuará como diretora artística do parque. Liderado por Shohei Shigematsu, o OMA projetará o plano diretor do ReefLine junto com biólogos marinhos, pesquisadores, arquitetos e engenheiros. O projeto visa promover a resiliência costeira a partir de uma série de unidades modulares geométricas de concreto que podem ser implantadas e empilhadas de acordo com a topografia do leito do mar.

Leia Mais 

>> Grécia inaugura seu primeiro museu arqueológico subaquático

>> Rússia desenvolve drone subaquático para simular comportamento de submarinos

>> Primeiro museu subaquático do hemisfério sul é inaugurado na Grande Barreira de Corais, na Austrália

“Estamos entusiasmados por colaborar novamente com a Ximena em um projeto que reúne cultura e a comunidade. O ReefLine é único porque chama a atenção e mitiga os perigos da mudança climática em Miami, ao mesmo tempo que enriquece o cenário artístico da cidade. Esperamos trabalhar com um grupo diversificado de especialistas e profissionais em nosso primeiro plano diretor cultural subaquático”, comentou Shohei Shigematsu, sócio do OMA.

O ReefLine foi projetado em colaboração com a Coral Morphologic e a University of Miami Researchers, e é apoiado pela prefeitura de Miami. O OMA afirmou que o projeto será concluído em etapas, com a primeira milha prevista para ser inaugurada em dezembro de 2021. O primeiro trecho receberá instalações permanentes do artista argentino Leandro Erlich (n. 1973) e de Shohei Shigematsu / OMA.

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos.

Sedna 36 HT