Velejadora capixaba começa o ano com o título de campeã brasileira de vela

0
147

“Começar o ano com o pé direito”. Quem seguiu à risca esse pensamento foi a velejadora do Iate Clube do Espírito Santo e atleta de alto rendimento da Marinha do Brasil, Odile Ginaid, que garantiu o bicampeonato no 46º Campeonato Brasileiro de Laser Radial, na classe feminino e foi vice-campeã geral da competição, realizada de 04 a 10 de janeiro, em Brasília. Este ano, o brasileiro teve recorde de participantes inscritos, 90 barcos no total.

Realizado em Brasília, no Lago Paranoá, conhecido por ventos inconstantes, o campeonato brasileiro de laser 2020 foi validado com 7 regatas e os velejadores tiveram 3 dias com ótimas condições de vento. A capixaba Odile Ginaid usou da expertise de anos de vela para garantir o bicampeonato brasileiro.

LEIA TAMBÉM

“Por ser um campeonato longo e com muitos competidores minha estratégia foi velejar buscando resultados constantes. Das 7 regatas, 6 estive entre os top 10.  Minha estratégia foi não arriscar muito, pois qualquer resultado ruim poderia me tirar do pódio. Estou muito feliz e realizada em ter começado o ano da melhor forma possível”, ressaltou a dama da vela capixaba.

A velejadora capixaba completa: “O Brasileiro é uma das competições mais importante do calendário anual da vela e poder começar o ano garantindo um título importante, e representar o Espírito Santo e o Iate Clube, é gratificante”.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.