Nova Zelândia abre fronteiras para embarcações de bandeira estrangeira

0
469

O governo da Nova Zelândia anunciou, na última sexta-feira (12), algumas mudanças importantes nas restrições de fronteiras do país. “Aprecio o Ministro do Desenvolvimento Econômico Hon Phil Twyford e o Ministro da Imigração Hon Iain Lees-Galloway nos ouvindo e compreendendo o ganho econômico significativo para a indústria marítima da Nova Zelândia e para o país como um todo, de navios comerciais e superiates permitidos a visitar a Nova Zelândia para fins de manutenção e reforma”, diz Peter Busfield, diretor executivo da NZ Marine.

Uma nova exceção marítima permitirá a entrada de quem chega à fronteira. As principais necessidades incluem embarcações a serem entregues para reforma e reparo, respondendo a situações humanitárias e de emergência, mudanças de tripulação, descarga de capturas ou reabastecimento.

A maioria das viagens marítimas para a Nova Zelândia leva mais de 14 dias, para que a tripulação e outras pessoas se isolem durante o percurso e não afetem a capacidade de quarentena da Nova Zelândia. Todos os navios que chegam ainda serão monitorados e as medidas de saúde pública ainda poderão ser necessárias – por exemplo, se a viagem for mais curta ou se houver doença a bordo. Esta exceção não se aplica a navios de cruzeiro, que permanecem proibidos de entrar no território da Nova Zelândia, ou a pessoas que viajam a lazer.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Audi