Nova regra

0
2459

A partir de março, as embarcações que prestam serviço de transporte turístico e turismo náutico no município de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, terão cadastramento obrigatório. A medida faz parte do projeto de Ordenamento do Turismo Náutico, uma iniciativa da TurisAngra em parceria com o Sebrae/RJ, e configura um importante avanço para o setor.  Além de fomentar a formalização dos operadores, o cadastramento vai permitir à secretaria dimensionar o segmento, obtendo dados e informações para gestão.

De acordo com o presidente da TurisAngra, Klauber Valente no município possui marinas e quatro mil embarcações registradas na Capitania dos Portos. “Será um grande desafio. Nos últimos dez anos, o turismo náutico cresceu demasiadamente na cidade. Nós partimos do zero em termos de organização. E a atuação do Sebrae tem sido de grande importância, tanto na mobilização dos empresários, fazendo com que eles se conscientizem de que cada um tem que fazer a sua parte, quanto na capacitação dos trabalhadores do setor, que permite oferecermos um serviço de melhor qualidade”, afirma Valente.

O objetivo da Sebrae através do projeto de Desenvolvimento do Turismo Náutico da Costa Verde, é aproximar as empresas e sensibilizá-las para implementação de boas práticas com foco na sustentabilidade, contribuindo para a preservação dos atrativos da Costa Verde e o incremento da comercialização de produtos e serviços turísticos. O trabalho funciona desde 2014, com a elaboração de um diagnóstico e reuniões com os empresários sobre associativismo, palestras e capacitações diversas – atendimento ao cliente, acesso ao mercado, tarifário, e gestão.

Foto: Reprodução

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br