Mussulo 40 quebra recorde na Cape2Rio

0
3359

 

Após 16 dias, 14 horas 22 minutos e 12 segundos, o Mussulo 40 chegou ao Rio de Janeiro com muitos motivos para comemorar. A embarcação, patrocinada pela empresa de Telecom Angola Cables, foi a primeira colocada na categoria Double Hand e quarta na geral. Porém, o principal motivo para celebrar é que a dupla formada pelo comandante angolano José Guilherme Caldas e pelo skipper brasileiro Leonardo Chicourel, quebrou o recorde na classe em que disputou a prova. O melhor índice alcançado até então era do barco Privateer, conquistado em 2014, com 17 dias, 20 horas e 43 minutos.

“Somos uma equipe formada apenas por dois tripulantes e apesar de todas as adversidades encotradas ao longo da jornada, conseguimos disputar de igual para igual com tripulações completas de profissionais, em barcos maiores. Apesar de uma largada ruim, por conta de problemas técnicos, conseguimos nos superar, aproveitar todo o potencial do Mussulo 40 para vento forte e rapidamente recuperamos o tempo perdido. Desde o início da regata, nos mantivemos entre as primeiras posições”, afirma José Guilherme Caldas, comandante da embarcação.

Mesmo assim, a dupla conseguiu completar as 3500 milhas da Cape2Rio antes do previsto – inicialmente a previsão era entre 18 e 20 dias de regata. “Os últimos dias da prova foram de paciência e estratégia. Além da embarcação ter entrado numa zona de pressão, sem vento, registramos uma avaria no sistema de piloto automático, o que exigiu a pilotagem do barco em 100% do tempo”, completa Caldas.

“Parabéns ao team Mussulo 40. Estamos muito orgulhosos do esforço feito pelo comandante José Guilherme e pelo Leonardo Chicourel para completar a prova em tempo recorde. A Cape2Rio e as adversidades que apresenta aos velejadores servem como um teste de habilidade e estratégia que oferece muitas lições sobre trabalho em equipe e perseverança ao longo do caminho “, diz Antonio Nunes, CEO da multinacional de telecomunicações, Angola Cables.

 

Sedna 36 HT