Mundial de Star

0
2330

A partir do próximo domingo (29) será disputado em Malcesine, na Itália, o Mundial da classe Star. Em busca do quarto título internacional do ano, Lars Grael e o proeiro Samuel Gonçalves desembarcaram no início da semana na cidade do lago di Garda, onde fazem os últimos ajustes no barco e aproveitam para conhecer a raia. O evento seguirá até o dia 5 de julho e reunirá nada menos que 90 velejadores, entre campeões olímpicos e mundiais, como seu irmão Torben Grael, o francês Xavier Rohart, e o brasileiro Bruno Prada.

“Esta será uma grande competição! Será muito forte no aspecto qualitativo (com vários campeões mundiais na raia e outros favoritos) e quantitativo (com 90 barcos na mesma linha de largada). Começamos a treinar na terça-feira e usaremos um Star Folli emprestado de um italiano, que é quase irmão do Star da mesma marca que possuímos nos Estados Unidos”, disse Lars.

Lars Grael chega embalado pela vitória no campeonato Hemisfério Ocidental, conquistado na semana passada no Lago Sunapee, nos Estados Unidos. E apesar de não se colocar como um dos favoritos, o objetivo da dupla é terminar entre os dez melhores colocados.

“Ano passado ficamos em 17º e foi decepcionante. Fui medalha de bronze no Mundial de 2009 e 4º colocado no Mundial de 2010 em parceria com Rony Seifert, então este ano, ficar entre os 10, seria uma boa meta”, define ele.

Quando perguntado quem será seu maior adversário, Lars acha difícil apontar apenas um, já que a classe Star é a chamada classe das estrelas, e não é difícil encontrar na água campeões mundiais e medalhistas olímpicos. “Posso dizer que entre os favoritos, dentre outros, estão o italiano Diego Negri, e os campeões mundiais Torben Grael, o americano bicampeão Mark Reynolds e o francês também bicampeão Xavier. Destaque ainda para o norueguês Eivind Melleby que fará dupla com o tricampeão mundial e medalhista olímpico, o brasileiro Bruno Prada.”

A partir desta quinta-feira os barcos poderão começar a ser medidos. No dia 29 será realizada a regata de abertura, que não conta pontos. Do dia 30 ao dia 5 será realizada uma regata por dia. Caso não seja possível velejar em algum destes dias, os dias 6 e 7 servirão como reserva.

Lars Grael e Samuel Gonçalves contam com o patrocínio da Light através da a Lei de Incentivo do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Foto: Fred Hoffmann

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.