#Minha FS: para a carioca Nefertite Krafzik, sua FS 215 navega bem e ainda permite levar seus cãezinhos para passear

0
539

As lanchas na faixa de 22 pés são perfeitas para quem quer começar a navegar e, alguns modelos, ainda têm uma pequena cabine, que permite eventuais pernoites a bordo. É o caso dessa FS 215, da catarinense FS Yachts, da carioca Nefertite Alves Maciel Krafzik, que costuma navegar ao lado do marido e de dois cãezinhos de estimação.

“O nosso primeiro barco, comprado em 2013, foi uma lanchinha de 19 pés. Em 2018, decidimos saltar de faixa e a opção que mais nos atraiu foi a FS 215, que batizei de Galatea, com a qual costumamos navegar quase todo fim de semana na região entre a Restinga da Marambaia e a Ilha Grande. Às vezes convidamos para os passeios alguns amigos e parentes. O mais comum, porém, é termos a companhia apenas de nossos dois cães da raça Shih Tzu, um macho, de 5 anos, e uma fêmea, de 1 ano, ambos acostumados à vida a bordo desde bebês”, afirma a proprietária.

“Se fizemos uma boa escolha? Pela nossa felicidade, acho que já dá para saber a resposta, não é? A FS 215 é uma lancha muito confortável, estilosa e segura na navegação. Gostamos muito do espaço interno e da qualidade do acabamento. Sem falar do casco marinheiro. Equipada com um motor Mercury, quatro tempos, de 115 hp, a Galatea é estável, responde rápido às manobras e navega de maneira equilibrada. Para ficar ainda melhor, só falta um guincho para recolher a âncora”, conclui Nefertite.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.

Schaefer770