#MeuSea-Doo: a instrutora de navegação Ana Paula Silva aposta nos jets Sea-Doo para tirar o máximo de rendimento de suas aulas

0
611

Natural de Colorado, no Paraná, a instrutora de navegação Ana Paula Silva, de 37 anos, comprou seu primeiro jet, um GTX 130, em 2012. O objetivo era formar seus alunos da APS Escola Náutica, com sede em Maringá. Mas ela ficou tão fascinada pela emoção e pela adrenalina que as motos aquáticas proporcionam que o que era para ser apenas trabalho virou também diversão.

LEIA TAMBÉM

“O jet entrou na minha vida com tudo. A sintonia foi imediata. Praticamente não passo um fim de semana sequer sem sair para navegar. Sem contar a rotina das aulas”, garante ela, que recentemente tornou-se dona de um Sea-Doo GTX 170. “As duas principais qualidades desse jet são a estabilidade e a potência. O GTX 170 é seguro e forte, ideal para quem está começando e para quem curte fazer umas manobras. Sem contar que o design é lindo”, avalia Ana Paula.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!
Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.

Schaefer770