Megaiate de mais de 100 metros tem seu próprio laboratório científico a bordo

0
428
Esquel, Oceanco/ Imagem: Oceanco

Siga nosso TWITTER e veja a série Dicas Náuticas diariamente.

Com 105 metros de comprimento, o megaiate Esquel, projetado pela Oceanco, pode suportar uma plataforma para qualquer pesquisa científica, como analisar recifes de corais, ou até restaurar os recifes que estão morrendo pelo mundo.

Além de comportar um helicóptero, a embarcação pode realizar viagens do Ártico ao Oceano Antártico em um único trajeto, sem interrupções e com segurança para todos os passageiros, visto que possui uma proteção quebra-gelo. Fora isso, o Esquel é movido por um sistema diesel-elétrico e foi concebido para explorar novos territórios.

Uma combinação perfeita entre um navio de expedição e um iate sofisticado, Esquel oferece o melhor dos dois mundos. A embarcação tem uma garagem de 230 metros quadrados, áreas de lazer, espaços para esportes aquáticos e equipamentos de mergulho. Nada mal ser um dos cientistas a bordo de uma expedição no Esquel, não é mesmo?

Leia também 

>> NÁUTICA transmitirá ao vivo o São Paulo Boat Show 2020 em um moderno estúdio flutuante

>> Casal britânico processa estaleiro dinamarquês por mau cheiro em seu veleiro. Entenda

>> São Paulo Boat Show 2020 sorteará foil elétrico. Saiba como participar

Como foi projetado para longas viagens, o modelo tem um interior como de uma casa sofisticada, para que seus tripulantes não sintam saudades de suas residências.

Interior externo Esquel/ Imagem: Timur Bozca Design

Os engenheiros e arquitetos do projeto, liderados pela Timur Bozca Design, e pela estilista Gina Brennan, pensaram em cada centímetro dos 105 metros deste megaiate, para que não falte nada em quesitos de conectividade e conforto.

Por Gustavo Baldassare sob supervisão da jornalista Maristella Pereira

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

PUB Marine Express - 02/07/2020