Marinha incorpora sexta lancha de alto desempenho DGS 888 Raptor

0
1715

A empresa DGS Defense realizou, nesta segunda-feira (22), testes técnicos de ajustes finais para entregar a sexta lancha DGS 888 Raptor à Marinha do Brasil. Os testes aconteceram na Baía da Guanabara, junto ao costado da Urca (RJ). A entrega à MB aconteceu na terça-feira (23).

Segundo o diretor Executivo da DGS Defense, Fuad Gatti Kouri, a Marinha está atuando com 10 embarcações da família Raptor e o Exército Brasileiro (EB) opera mais duas unidades. A embarcação tática blindada de alto desempenho, DGS 888 Raptor tem 9,2 metros, com capacidade de carga superior a 2 mil kg, além de poder ser equipada com visão termal estabilizada e um radar de ultra alta definição.

Uma das características da lancha é poder navegar em locais com apenas 50 centímetros de profundidade, graças ao seu sistema de propulsão, mesmo em presença de objetos na superfície ou semi-submersos, como troncos de árvores.

O modelo é impulsionado pelo motor N67 da FPT Industrial, constituído em linha com seis cilindros e equipado com um turbocompressor de alta eficiência, que gera 570 hp de potência.

LEIA TAMBÉM
>> Teste Intermarine 62: navegamos em uma das lanchas mais desejadas do Brasil
>> 11 barcos-conceito fantásticos que podem ir para as águas nos próximos anos
>> Navegador argentino cruza o Atlântico para ver seus pais em meio à pandemia

A DGS 888 Raptor foi projetada para ter a capacidade de transportar até 10 militares acomodados à ré da embarcação, protegidos por uma blindagem nível NIJ III que suporta tiros de calibres até 7,62 mm.

Dependendo da missão ela pode ser equipada com metralhadoras calibres 12,7 e 7,62 mm, atendendo assim a requisitos operacionais e logísticos desejados para uma embarcação dessa categoria.

A DGS 888 Raptor é fabricada com um copolímero de alto peso molecular, o que possibilita, por exemplo, retardo de chama, reserva de flutuabilidade (por seu casco ter uma densidade menor que a água) e elevada capacidade de absorver choques, o que a diferencia das embarcações feitas em fibra de vidro e alumínio.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Teste Schaefer 770