Marinha da Itália conclui atualização do porta-aviões Cavour após 16 meses

0
132

A Marinha Italiana comemorou um marco importante na vida de seu híbrido LHD/porta-aviões, o Cavour, após uma revisão e modernização complexas de 16 meses que permitirão que o navio embarque o caça F-35B de quinta geração.

Essa modernização permitirá que a Marinha Italiana se integre perfeitamente aos Estados Unidos e à Marinha Real Britânica, respectivamente, e a seus destacamentos no Mediterrâneo, enquanto continuam a realizar operações de segurança marítima na região, contrariando a presença crescente da Rússia no Mediterrâneo oriental.

O Cavour, porta-aviões projetado e construído pela Fincantieri, e o recém-lançado Trieste, são projetados para cumprir uma função híbrida de LHD/porta-aviões, permitindo que a Marinha Italiana realize operações independentes de controle marítimo e de projeção de força anfíbia sem o apoio direto dos EUA ou do Reino Unido.

LEIA TAMBÉM
>>NÁUTICA Live revela: com a reabertura da economia, o setor náutico será um dos primeiros a reagir
>>O Zipper Ship é exatamente o que você está pensando: um barco em forma de zíper
>>Nova expedição ao Titanic procurará telégrafo que emitiu o pedido de socorro

O Cavour tem um deslocamento máximo de 30 mil toneladas e foi projetado para acomodar uma frota combinada de 12 helicópteros de apoio e 10 caças AV-8B Harrier II ou Lockheed Martin F-35B no hangar, com mais seis estacionados no convoo.

Além disso, Cavour combina a capacidade do porta-aviões com a capacidade de servir como um LHD tradicional com acomodações para uma capacidade máxima para 450 fuzileiros navais.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

PUB Ventura MEGA PROMO