Marina Itajaí oferece controle 24 horas com modernos equipamentos

0
3565
Divulgação

Um dos itens fundamentais no garageamento de embarcações é a segurança. Por isso, a Marina Itajaí incluiu o acompanhamento visual à distância de operações mais críticas, como a identificação de embarcações se aproximando da baía e remoção de barcos nesta que é uma das maiores marinas do país.

Desde o primeiro mês em atividade, a empresa considerou como prioridade a excelência do sistema de segurança (já que a segurança das embarcações é um dos principais quesitos) e iniciou a operação. “São barcos de diversos valores que precisam ser resguardados para que os nossos clientes possam ficar tranquilos sabendo que seu patrimônio está seguro”, afirma o gerente geral da Marina Itajaí, Wolfgang Roedel.

A Marina Itajaí é uma das únicas no Brasil localizadas em um centro urbano. Além de comportar embarcações de até 120 pés, agrega centro comercial com lojas náuticas, academia e até cinema. Isso aumenta muito o fluxo de pessoas e, consequentemente, a necessidade de videomonitoramento, segundo a administração do complexo náutico, que comporta até 900 embarcações e 600 carros no estacionamento.

Divulgação

Além da responsabilidade e compromisso em proteger o patrimônio dos clientes, o projeto de segurança ainda exigia câmeras de qualidade e resistência para suportar as intempéries climáticas da cidade, como calor, maresia e chuva. O clima litorâneo, com altas temperaturas e umidade elevada, exige equipamentos de segurança de alto desempenho e durabilidade.

“O ambiente traz bastantes desafios. A marina está à beira do oceano e com maresia, vento e chuva forte. Outros equipamentos já teriam sucumbido. Com certeza a qualidade das câmeras, a robustez das caixas, com grau de proteção IK10 e controle de temperatura que suportam de -40ºC a 50 ºC fazem total diferença em um projeto de surveillance como esse da Marina Itajaí”, explica Eder Warmling, diretor comercial da Traders Service, responsável pelo projeto.

O projeto da Marina Itajaí foi separado em três etapas, que serão colocadas em prática à medida com que o empreendimento necessite. Ao final, serão cerca de 90 câmeras instaladas em todo o complexo náutico que cerca o estacionamento das embarcações. Outro plano é liberar as imagens online para que todos os clientes possam acompanhar em tempo real seus respectivos barcos.