Privatização transformará marina grega em porto turístico moderno

0
350

Apesar da Grécia permanecer em quarentena devido à Covid-19, a privatização da Alimos Marina está avançando. Nas próximas semanas, o contrato de concessão da Alimos Marina para a Aktor Concessions, uma subsidiária do Ellaktor Group, deve ser assinado por 40 anos, com o direito de prorrogar por mais 10 anos, após a liquidação do contrato pendente. A Decisão Ministerial Conjunta foi assinada no início deste mês, autorizando os Ministros das Finanças, Desenvolvimento e Investimento e Turismo a assinar, em nome do estado grego, o contrato de concessão relevante.

Segundo fontes dos ministérios relevantes, os contratos de empréstimo para o financiamento estão sendo verificados pelo Ministério das Finanças para aprovação final, uma vez que o Estado também é garantidor. O contrato de concessão do direito de uso, operação, gerenciamento e exploração do porto turístico de Alimos é assinado e a data de lançamento, embora definida, está sendo adiada devido às condições estabelecidas pela pandemia de Covid-19.

LEIA TAMBÉM
>> Conheça a regata volta ao mundo em que os competidores fazem o próprio veleiro
>> NHD Boats se prepara para lançar lancha de 34 pés com abertura lateral dupla
>> Novo catamarã de pesca de 35 pés da catarinense SEC Boats estreia na água

Dentro de quatro meses, a transferência financeira da concessão deve ser concluída pelo preço de 57,5 ​​milhões de euros. Enquanto isso, o estado preparará a área para entrega. No total, o grupo investirá 107,5 milhões de euros para transformar a Alimos Marina, que foi construída e operada na década de 1960, em um porto turístico moderno. A empresa direcionará € 50 milhões nos próximos cinco anos para modernizar a marina e desenvolvê-la para usos múltiplos. Especificamente, na zona terrestre de Alimos Marina, a área de aproximadamente 210 acres permite uma construção total de 18 520 m² com usos relacionados à operação da marina, recreacional e comercial (como restaurantes, lanches, lazer e esportes). As instalações incluem, ainda, hotel, centro de conferências e exposições, lojas, etc.

Além disso, uma área específica será dedicada aos esportes aquáticos. A área da marina também inclui instalações ajardinadas ao ar livre, calçadas, ciclovia, estacionamentos e espaços verdes urbanos. A infraestrutura portuária existente também será modernizada, para que o porto da marina (uma área de cerca de 240 acres) possa oferecer pelo menos 1 200 vagas para barcos de até 45m de comprimento.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Schaefer770