Volvo Penta participa de projeto que visa mapear todo o fundo do oceano até 2030

0
599

Siga o nosso TWITTER e veja a série Dicas Náuticas diariamente: @revista_nautica

A comunidade marítima e científica estabeleceu para si mesma uma ambiciosa meta de mapear todo o fundo do oceano até 2030. A Volvo Penta está fazendo sua parte para atingir essa meta, ajudando a fornecer energia para uma nova frota de robôs de superfície não tripulados para exploração submarina.

As empresas Volvo Penta e Danfoss Edition foram selecionados para fazer parte de um empreendimento verdadeiramente único. Elas foram encomendadas pelo estaleiro Grovfjord Mek Verksted (GMV) para alimentar a primeira frota mundial de embarcações autônomas de exploração de robôs para uso comercial. A empresa de análise do fundo do mar e oceanografia, Ocean Infinity, investiu na frota “armada” de embarcações superavançadas não tripuladas. A frota será composta por navios de dois tamanhos, ambos 100% diesel-elétricos.

Johan Inden, chefe de segmento marítimo da Volvo Penta alegou ter um imenso prazer em fazer parte de um projeto tão inovador junto com a Danfoss Editron e prometeu entregar juntamente com a mesma, uma solução de energia otimizada projetada para o melhor desempenho ao mesmo modo, que reduz o impacto ambiental, feita  a partir de um protótipo.

Essas embarcações totalmente híbridas-elétricas serão movidas por grupos geradores Volvo Penta DC e controles de rede Danfoss DC. A Danfoss fornecerá o sistema de gerenciamento de energia e controle de propulsão para cada embarcação, enquanto os motores por trás do gerenciamento de energia serão grupos geradores de velocidade variável fornecidos pela Volvo Penta.

LEIA MAIS

>> Saiba como agir ao encontrar grupos de botos-cinza durante a navegação

>> App Easy Connect, da Volvo Penta, ganha atualizações para aprimorar experiência de navegação

>> Primeira balsa elétrica do Reino Unido deverá iniciar operação em 2021

O motor Volvo Penta D8 MH de velocidade variável acionará os grupos geradores marítimos a bordo. Este novo motor D8 é uma combinação perfeita para as embarcações autônomas devido ao seu tamanho compacto e alta relação potência / peso. Além disso, o baixo consumo de combustível do motor desempenha um grande papel na redução significativa de CO2.

Um dos principais objetivos de um projeto como este é entregar um produto confiável e eficiente. Essas embarcações ficarão em mar aberto, longe da terra e de fornecedores de manutenção. A Ocean Infinity precisa saber se seus navios estão atingindo o desempenho máximo.

Danfoss Editron, Volvo Penta e Grovfjord estão trabalhando em estreita colaboração para permitir que o sistema de controle Danfoss otimize o uso do motor Volvo Penta D8 para obter o desempenho de energia/consumo mais eficiente e, consequentemente, uma pegada ambiental ideal. O motor, o gerador e o sistema de controle funcionam em perfeita harmonia.

Por Amanda Ligório, sob supervisão da jornalista Maristella Pereira

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Teste New Sessa C44