Mansão é transferida de cidade com ajuda de barco

0
522
Foto: Reprodução

Uma família transferiu uma propriedade construída no século XVIII para outra cidade a uma distância de 80 km, nos Estados Unidos. Na viagem que durou dias, a mansão foi transportada pela estrada até uma balsa para sair de Easton e chegar até Queenstown, no estado de Maryland.

O novo dono da propriedade, Christian Neeley, comprou a mansão por cerca de US$ 500 mil, e desembolsou mais US$ 1 milhão para levar a residência ao novo endereço. O planejamento da viagem que durou cerca de dois anos.

A casa foi construída entre 1760 e 1764, e foi um presente de casamento de uma família tradicional que vivia na cidade. Com o passar do tempo, porém, a propriedade 600 hectares teve diversos fins. Foi área de plantação agrícola, espaço para criação de gado e o lar de uma florista por cinco décadas. Nos últimos anos, porém, estava abandonada.

Segundo Neely, a mansão será a moradia fixa de quatro gerações de sua família. Além disso, a residência será restaurada, para preservar os traços da arquitetura gregoriana que já possui e reconstruir outros que foram modificados pelos antigos moradores. A construção agora também estará mais próxima do túmulo da primeira dona do imóvel.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.