Laser

0
1062

Robert Scheidt mostrou, nesta sexta-feira (25) que está bem afinado com a velejada na raia olímpica montada na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. O velejador venceu sem dificuldades a regata de estreia do Sudeste Brasileiro de Laser, superando outros nomes fortes da classe, como o holandês Rutger Van Schaardenburg, o australiano Tom Burton e o inglês Nick Thompson.

A competição, embora regional, reúne alguns dos principais velejadores em campanha para os Jogos Olímpicos de 2016, que já estão treinando no Rio para o Aquece Rio International Regatta, de 2 a 9 de agosto, elevando o nível da disputa. Para o Sudeste Brasileiro de Laser, estão previstas seis regatas, a partir das 12 horas, até domingo (27).

“Velejei bem, hoje, e montei a primeira boia já na liderança. Sinto que a minha velejada está bem afinada, mas esta foi só a primeira regata. Ainda é cedo para avaliar o que é preciso mudar ou reforçar para o evento-teste, em agosto”, destacou Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

A frente fria que chegou nesta sexta-feira (25) ao Rio de Janeiro atrapalhou os velejadores, que fizeram a única regata do dia com vento rondado, inconstante. Devido à chuva forte na parte da tarde, a segunda prova do dia foi cancelada pela Comissão de Regata.

“É uma pena que não tenhamos tido a segunda regata, porque precisamos velejar muito para ganhar ritmo para o evento-teste. Espero que o tempo melhore nos próximos dias”, acrescentou o brasileiro, patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, com os apoios de Audi, COB e CBVela.

Classificação após uma regata

1. Robert Scheidt (BRA) – 1 ponto perdido
2. Rutger Van Schaardenburg (NED) – 2 pp
3. Nick Thompson (GBR) – 3 pp
4. Andy Maloney (NZL) – 4 pp
5. Sam Meech (NZL) – 5 pp

Foto: Fred Hoffmann

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.