Lars Grael e Samuel Gonçalves vencem o Estadual do Rio de Janeiro de Star 2016

0
1752

O Campeonato Estadual do Rio de Janeiro de Star 2016 foi vencido pela dupla Lars Grael e Samuel Gonçalves, após uma disputa acirrada com Jorge Zarif e Bruno Prada pelo título. Foram realizadas sete regatas na Baía de Guanabara entre os dias 12 e 15 de novembro e a diferença do campeão para o vice foi de apenas dois pontos. A competição contou com 18 duplas. O Estadual de Star ocorreu na Marina da Glória, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio 2016.

”A raia de regata foi perto da Ponte Rio Niterói, lugar pouco usado para fazer barla-sota, portanto o nível de dificuldade estava igual para todos, pois ninguém tinha prática de velejar naquela região. Foram dias de regata com ventos médios e fortes. Estamos muito felizes por termos ganho esse campeonato, pois o nível dos competidores estava muito alto, como Alan Adler, Jorge Zarif e Bruno Prada”, disse Samuel Gonçalves, proeiro de Lars Grael. A dupla venceu três das sete regatas e não ficou nenhuma prova acima do terceiro lugar. Um descarte foi usado por todas as equipes.

A classe Star não está no calendário olímpico, mas os principais velejadores do país e até do mundo continuam a prestigiar as regatas da categoria. O número de atletas aumentou nos últimos anos. ”A classe Star está mais viva do que nunca. No Rio de Janeiro estamos revivendo as origens da categoria, e nossos amigos paulistas estão trazendo a renovação com um grupo jovem e muito ativo. Além disso, nosso presidente da ISCYRA, Lars Grael, tem feito um excelente trabalho. Espero que em um futuro breve possamos trazer etapas da Star Sailors League ao Brasil. É, sem duvida, o futuro da classe”, disse Francisco Siemsen, velejador de Star e organizador do evento.

Francisco Siemsen continuou: ”A vela é um dos únicos esportes em que amadores e profissionais dividem o mesmo espaço. Poder competir em alto nível com os ídolos. É, sem duvida, especial. A Marina da Gloria está muito melhor após as olimpíadas. Foi possível ter um gostinho do que os atletas olímpicos viveram. Espero que possamos ter mais experiências como essa”.

Classificação final:
Ouro – Lars Grael/Samuel Gonçalves – 8 pontos
Prata – Jorge Zarif/Bruno Prada – 10 pontos
Bronze – Alan Adler/Arthur Lopes – 16 pontos