Jornada dupla

0
1369

A temporada de 2014 está exigindo jornada dupla para Marcos Ferrari e Caroline Sylvestre, da equipe BMW Motorrad. Depois de encerrar neste domingo (9) o Sul-Americano de Hobie Cat 16 na praia de Maria Farinha, em Pernambuco, classificatório para os Jogos Pan-Americanos de 2015, os dois voltam o foco para as duas últimas competições da classe Nacra 17: o Sul-Americano e a Copa Brasil, ambas em dezembro. Os dois eventos integram o programa dos velejadores em campanha olímpica para os Jogos Rio 2016.

“Vamos nos mudar definitivamente para Ilhabela, visando o aprimoramento técnico. Teremos praticamente um mês de treinamento intenso, na BL3, na Praia da Armação, de onde seguiremos direto para o Sul-Americano de Nacra 17, no Rio de Janeiro”, aponta Marcos Ferrari. A competição será realizada na mesma raia dos Jogos Olímpicos de 2016, entre 9 e 11 de dezembro. Na sequência, a dupla vai para a disputa da Copa Brasil, pré-classificatória para a próxima Olimpíada.

A dupla volta à campanha pan-americana da classe Hobie Cat 16 apenas em 2015, com novidades. “Devemos disputar o Campeonato Sul-Brasileiro, em março, no Rio Guaíba, em Porto Alegre, já com um barco novo. O barco atual sofreu avarias, no Brasileiro da categoria, e não poderemos seguir com ele”, explica Caroline Sylvestre.

A BMW Motorrad iniciou a temporada de 2014 como a melhor dupla brasileira no Mundial de Hobie Cat 16, em fevereiro. A situação mudou no Campeonato Brasileiro, disputado nos últimos dias 4 e 5, quando o barco de Marcos Ferrari e Caroline Sylvestre sofreu uma avaria no sistema de comando. O problema prejudicou a dupla também no Sul-Americano da classe, encerrado neste domingo (9).

“Foi uma competição muito desgastante. Chegamos a liderar duas regatas, no domingo, mas o barco já não tinha o mesmo desempenho. De qualquer forma, já estávamos cientes dessa limitação, e entramos na disputa com o objetivo de ajudar o Brasil a se classificar para o Pan-Americano”, explica Marcos.

Ele e Caroline ficaram em oitavo lugar, com 39 pontos perdidos. Os vencedores foram os mexicanos Armando Noriega e Andrea Dutton, com 21 pontos perdidos, seguidos pelos brasileiros André Montenegro e Isabelle Crispim, da Paraíba, com 22. Bernardo Arndt, prata nos Jogos de Guadalajara em 2011, ficou em terceiro ao lado de Diogo Zabeu, ambos paulistas. A competição definiu os três últimos países para os Jogos Pan-Americanos de 2015, em Toronto, no Canadá. Além do Brasil, estão garantidos México e Venezuela. O anfitrião Canadá, assim como Porto Rico, Guatemala e Estados Unidos já estavam classificados.

Foto: Marcos Mendez/SailStation

Informações: assessoria de imprensa

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

 

PUB Intermarine 13/07/2020