Conheça as embarcações dos hollywoodianos Nicolas Cage e de Steven Spielberg

0
1250
Superiate de Nicolas Cage, o Sarita

Nicolas Cage e Steven Spielberg podem até ter construído sua fama em Hollywood, mas as vezes em que seus trabalhos se cruzaram foram pouquíssimas. O que os une, no entanto, não é o trabalho, e sim o apreço pela vida náutica. Os dois compraram iates ao longo de suas carreiras que deram o que falar.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Nicolas, apesar disso, decidiu vender seu superiate, batizado de Sarita, comprado por 20 milhões de dólares. A embarcação voltou para o mercado por cerca de 29 milhões de dólares.

Sarita possui 38,6 metros, ou seja, 126 pés, e acomoda 12 passageiros em 6 camarotes. Foi construído pelo estaleiro italiano CRN, parte da Ferretti Group, em 1972, e possui casco de aço e superestrutura de alumínio — totalizando um peso de quase 227 toneladas. A propulsão se dá por motores Caterpillar de 1200 hp cada.

O design exterior também é assinado pela CRN. O interior, por sua vez, foi decorado pela Lm Pagano Design, que resolveu ornamentar a embarcação partindo do estilo clássico. Conta com painéis de madeira, tapetes estampados e móveis de couro. O projeto também foca em cores escuras, tetos baixos e iluminação reduzida.

As acomodações são divididas em king VIP (com banheira no convés principal), master king (com banheira e chuveiro) queen (com chuveiro) e uma dupla (conversível em extra king, com chuveiro). Além de tudo, está equipado com uma extensa gama de recursos de tendas, brinquedos aquáticos, entretenimento e comunicação (que vão desde jacuzzis a equipamentos de ginástica).

Leia também

» Conheça o superiate com estilo retrô de J. K. Rowling, que já pertenceu a Johnny Depp

» Superiate de Elton John une luxo e comodidade em seus 50 metros de comprimento

» Superiate do astro do rock Bono Vox tem até um piano de cauda a bordo. Confira

Steven Spielberg, diferente de Nicolas Cage, quis vender seu megaiate por um motivo um tanto quanto peculiar… o dono do Seven Seas, que já tinha um megaiate de 282 pés, quis trocá-lo por uma embarcação ainda maior. A embarcação custou 150 milhões de dólares ao renomado diretor e produtor hollywoodiano, e estima-se que sua nova aquisição tenha 300 pés e custe cerca de 250 milhões de dólares.

Megaiate de Steven Spielberg, o Seven Seas

Com 86 metros, é capaz de acomodar 26 tripulantes e é equipado com dois helipontos, academia de ginástica, spa e um sistema de estabilizadores capaz de enfrentar qualquer situação marítima. Steven diz ter sofrido muito com enjôos na filmagem do filme “Tubarão”. Portanto, estabilizadores de última geração se tornaram não apenas uma opção, mas obrigatoriedade.

Foi construído pela Oceanco, em 2010, e reformado em 2013 pela Amico & Co. Tanto o design interior quanto exterior foram arquitetados pelos designers Nuvolari & Lenard. Possui casco de aço, proa bulbosa, amplo espaço interno e externo, academia totalmente equipado, spa, sala de massagem e interior decorado com nogueira, teca, jacarandá, além de intercalações com materiais e tecidos ou cores naturais.

Inclui um convés privativo do proprietário com uma grande suíte master separada. Além das acomodações dos proprietários, existem 4 grandes suítes para hóspedes, um camarote VIP no convés principal e outro VIP adicional isolado no convés do terraço. Todos os camarotes foram equipados com os mais altos padrões e apresentam os mais recentes sistemas de entretenimento.

O megaiate dispõe de uma extensa lista de amenidades: uma ampla variedade de brinquedos para esportes aquáticos (como a lancha de limusine personalizada de 10,5 metros) e um barco esportivo aberto personalizado de 9,2 metros. Como um grande cineasta, Steven também não poderia deixar de incluir um verdadeiro cinema no Seven Seas, com sistema de projeção de 360 graus em uma enorme parede de vidro ao lado da piscina.

A propulsão se dá por dois motores MTU de 4 680 hp e 3 492 kW. Até vendê-lo, Spielberg alugou seu megaiate por cerca de 1 milhão de dólares por mês.

Por Naíza Ximenes, sob supervisão da jornalista Maristella Pereira

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos.

Quickdeck