Tecnologia promete reduzir o ruído da cavitação do hélice dos barcos

0
1487

Discutir poluição sonora pode até parecer frescura para alguns. Mas tem muita gente preocupada com essa questão no mar, especialmente com ruído subaquático, um dos subprodutos ambientais mais adversos da indústria marítima.

Segundo estudos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), nos locais de maior tráfego de embarcações, o nível de ruído subaquático chega a 180 decibéis, provocando enorme desconforto nos organismos aquáticos dependentes de sons para se alimentar e se reproduzir. É o caso dos golfinhos e das baleias. No entanto, não existe legislação para evitar esse tipo de dano ambiental.

Felizmente, existe gente preocupada com essa questão, como os pesquisadores do Departamento de Engenharia Naval da Universidade Strathclyde, de Glasgow, na Escócia, que desenvolveram e transferiram para a iniciativa privada uma tecnologia capaz reduzir consideravelmente a barulheira subaquática: a PressurePores, patenteada pela Oscar Propulsion.

A novidade consiste na colocação estratégica de alguns orifícios nas pontas dos hélices onde a TVC (cavitação em vórtice das pontas das pás) é gerada. O sistema — que consiste na colocação 17 furos na ponta das lâminas — tem um grande efeito mitigador, com perda mínima de eficiência, e pode ser aplicado em todos os tipos de hélices.

Embora não seja propriamente uma novidade, a introdução de orifícios nas pás dos hélices para reduzir a cavitação não costuma gerar bons resultados. “As pessoas tentam fazer buracos nos hélices há muito tempo, mas não conseguiram fazê-lo sem afetar a eficiência da hélice ou obter uma redução substancial de ruído”, explica David Taylor, CEO da Oscar Propulsion. Testes apontaram a redução de até 21 decibéis.

 

Schaefer770