Velejadora inglesa já cruzou o Atlântico a vela três vezes em solitário

0
221

Pense em um carro que, além de potente e high-tech, seja referência mundial de 4×4 para todo tipo de terreno. Provavelmente, você pensou em um Land Rover. Pensou certo.
A montadora britânica — que, no ano passado, comemorou 70 anos de atividades — é um sinônimo de todas essas qualidades. Seja na praia, no deserto, nas montanhas, na lama ou na neve, os modelos da marca sempre foram reconhecidos pela capacidade de superar obstáculos e enfrentar as mais difíceis aventuras, independentemente do clima e do tipo de terreno. Agora pense em uma esportista internacional acostumada a lidar com grandes competições e vitórias, e que — para alcançar suas metas, superando os desafios do corpo e da mente — tem uma rotina de treinamentos duríssima. Pensou em Hannah White? Provavelmente não, porque seus feitos ainda não foram devidamente divulgados no Brasil. Mas, assim como os veículos 4×4 da Land Rover, ela também tem o dna aventureiro e encara qualquer desafio.

hannah White tem amor por desafios extremos na vela. E Acumula um histórico de façanhas pelas águas do mundo

Velejadora, apresentadora de TV, escritora, praticante “de todas as coisas divertidas”, como ela própria definiu, e (repita-se) aventureira, Hannah Elizabeth Gwillim White tem uma legião apaixonada de fãs no Reino Unido. Isso a levou a ser selecionada pela Land Rover para ser a embaixadora da marca no mundo. Não poderia haver melhor escolha para o papel. Com um histórico verdadeiramente autêntico de façanhas, essa inglesa (nascida há 36 anos em Berkshire) combina perfeitamente seu amor por desafios extremos com a marca que é referência em veículos 4×4 e SUVs de luxo.

Destemida, resistente, inabalável, deusa do mar… Existem muitas expressões, digamos, épicas para definir essa velejadora, que protagonizou nada menos que três travessias em solitário do Atlântico. Em 2009, alcançou o segundo lugar em uma das regatas solo mais difíceis, a Original Single Handed Transatlantic Race, que atravessa os mares do Atlântico da Inglaterra aos Estados Unidos em um percurso de 3 200 milhas sob condições muito adversas, devido aos ventos predominantes de oeste. Também correu de caiaque no Lago de Genebra, completou a cansativa Corrida do Ciclo da Alta Rota pelos Alpes Franceses e percorreu a remo as águas de quase toda a Inglaterra.

Hannah detém o recorde feminino de velocidade de uma milha náutica. Chegou a 75 km/h a bordo do Speedbird, veleiro de alta performance com hidrofólios, projetado e construído com a expertise da Land Rover

Nem mesmo a maternidade a fez sossegar. Em 2017, apenas seis meses após o nascimento de Olívia, sua primeira filha, Hannah já estava velejando. Foi nas Ilhas Virgens Britânicas, no Caribe, onde foi vista, filmada e fotografada no comando de um catamarã de 40 pés, levando seu bebê recém-nascido a bordo!

Em 2009, Hannah conquistou o segundo lugar em uma das regatas solo mais difíceis, que atravessa os mares do Atlântico da Inglaterra aos Estados Unidos em um percurso de 3 200 milhas sob condições muito adversas

Quem se dispuser a consultar o Guinness World, o famoso livro dos recordes, vai encontrar o seu nome: Hannah se destaca como a pessoa mais rápida a atravessar o Canal da Mancha a vela. Foi em 2015, quando cruzou os 36 quilômetros do lendário canal, entre a França e a Inglaterra, a bordo de um veleiro de 11 pés de fibra de carbono que se elevava da água em dois hidrofólios em forma de T (apenas a quilha permanecia em contato com a água), assinalando o tempo de 3 horas, 44 minutos e 39 segundos.

Um ano depois, outra marca. Desta vez, o recorde feminino de velocidade de uma milha náutica, navegando a 75 km/h a bordo de outro veleiro de alta performance com hidrofólios, o Speedbird, projetado e construído com a aplicação da expertise da Land Rover em aerodinâmica — a empresa apostou na inovação, experiência e engenharia para maximizar o rendimento desta embarcação de seis metros, cujo casco de fibra de carbono pesa apenas 14 kg. A relação da Land Rover com a navegação, aliás, já é antiga. O grupo tem investido em competições a vela e em velejadores há vários anos. Como o Extreme Sailing Series, um dos circuitos internacionais de vela mais emocionantes e competitivos do mundo — no qual, quando não está na raia, Hannah White atua como comentarista, outra de suas facetas.

A relação da Land Rover
com a navegação é antiga. O grupo tem investido em competições a vela e em velejadores há vários anos

Dá para resumir de modo preciso, conciso e rápido a parceria entre a fabricante inglesa de veículos utilitários de luxo e a velejadora Hanna White: um casamento de alta performance, movido pela paixão e pela aventura.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A nova edição já está disponível nas bancas, no nosso app e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Para compartilhar esse conteúdo, por favor use o link da reportagem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos de NÁUTICA estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem nossa autorização (redacao@nautica.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que NÁUTICA faz na qualidade de seu jornalismo.