Governo anuncia medidas sobre reestruturação do turismo náutico no país

0
2574
Foto: Victor de Oliveira Santos/TakeBoom

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (1º) o primeiro workshop sobre reestruturação do ecoturismo náutico no Brasil, com o objetivo de destravar licenças de naufrágios induzidos, construção de piers e marinas, revisão da legislação que permite importação de veleiros e barcos de recreio e pesca esportiva.

Atualmente, o imposto é de 107% e, segundo o anúncio do presidente Jair Bolsonaro, o governo estuda a diminuição para fomento da mão de obra para manutenção e suas derivações, usando a disponibilidade de mão de obra da costa nacional.

LEIA TAMBÉM
>>Rio Boat Show vai até o próximo domingo. Veja como foi o quinto dia na Marina da Glória
>>Rio Boat Show promove 4º Desfile de Barcos nesta sexta-feira na Marina da Glória
>>Governo anuncia medidas sobre reestruturação do turismo náutico no país

“Recifes artificiais se transformam em agregadores de fauna marinha e excelentes opções de ecoturismo de mergulho contemplativo. A atividade náutica, quando atrelada ao ecoturismo, possui características que a diferenciam do simples ato de navegação. O turismo náutico, portanto, não se configura pela utilização da embarcação como simples meio de transporte, mas como principal motivador da prática turística”, afirmou Bolsonaro em seu anúncio.

“Com cerca de 8 500 km de costa, 35 mil km de vias internas navegáveis, 9 260 km de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, banhado por correntes oceânicas favoráveis à navegação, com um clima propício ao esporte e ao lazer náutico e com uma infinidade de paraísos naturais intocados, o Brasil apresenta um dos maiores potenciais de desenvolvimento do turismo náutico do mundo” finalizou o presidente.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?

A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones