Google homenageia primeira mulher a navegar o mundo

0
586
Google Jeanne Baret

Disfarçada de homem, foi a primeira mulher a navegar o mundo, durante expedição francesa

Por Cap. Herman Jr*

Receba as notícias da NÁUTICA direto no seu celular clicando aqui.

Nesta segunda-feira, 27 de julho, o Google homenageia, em sua página principal, o aniversário de nascimento da botânica e exploradora Jeanne Baret, mulher reconhecida como a primeira a circum-navegar o globo. Nascida em 27 de julho de 1740, em Borgonha, na França, a europeia é um ícone na navegação feminina e passou por uma grande história de superação ao se sujeitar a se disfarçar de homem e se alistar com o nome de Jean Baret, nome do seu pai, para estar nas fragatas francesas La Bouseuse e Étoile do grande navegador francês, o conde Louis Antoine de Bougainville.

No ano de 1785, reconhecida pelo Ministério da Marinha francês pela sua grande contribuição à expedição de Bougainville, Jeanne começou a receber uma pensão de 200 libras por ano por tudo que representou à navegação francesa.

“Jeanne Barré, por meio de um disfarce, circunavegou o globo em um dos navios comandados por Sr. Bougainville. Ela dedicou-se, em particular, a ajudar o Sr. Commerson, naturalista e botânico, e compartilhou com grande coragem os trabalhos e os perigos desta jornada. Seu comportamento era exemplar e o Sr. Bougainville se refere a ela com todo mérito … Sua Senhoria tem sido gentil o suficiente para conceder a esta extraordinária mulher uma pensão de duzentas libras por ano a ser retirada do fundo para militares inválidos e esta pensão será paga a partir de 1 de Janeiro de 1785″, registrou o Ministério da Marinha francês.

A ilustração mostra a exploradora a bordo de um navio, rodeada de bougainvilles. As letras “o” da palavra Google, são formadas por dois mapas náuticos. A homenagem está sendo exibida no Brasil, França, Canadá, muitos países da América do Sul, Europa, África e Ásia, além da Austrália e Nova Zelândia.

Google Jeanne Baret
Esboço da homenagem para Jeanne Baret, feito pela designer Sophie Diao

LEIA TAMBÉM
>> Vem aí o São Paulo Boat Show 2020 em um lugar inédito!
>> Conheça a suíte flutuante em forma de disco inspirada em James Bond
>> Conheça o navio da Marinha russa que virou iate de luxo após reforma

Jeanne faleceu em 5 de agosto de 1807, aos 67 anos. 205 anos depois, em 2012, recebeu uma honraria botânica que colocou seu nome em uma planta então recém-descoberta, a Solanum baretiae, considerada uma espécie próxima de vegetais comuns, como tomate, berinjela e batata. Uma grande homenagem a uma grande mulher. Que mesmo séculos depois, seus feitos e seu mérito acoem e reverberem por todo o meio náutico desse planeta.

*Cap HERMAN JUNIOR é Especialista NÁUTICA em meteorologia e fundador dos Grupos Mayday e iNavegate.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

PUB Intermarine 13/07/2020