Como saber se a gasolina do seu barco está batizada

0
1219

Se você tem barco a motor, certamente já sentiu os problemas causados pela gasolina brasileira, que é feita para ser usada em automóveis, não em embarcações. Isso porque a legislação determina que sejam adicionados 27% de álcool ao combustível (na gasolina Poddium, essa porcentagem é de 25%), o que acaba ajudando no processo de “apodrecimento“ da gasolina, além de danificar os componentes do motor (a indústria náutica mundial produz peças resistentes apenas à gasolina com, no máximo, 10% de álcool).

Para piorar ainda mais a situação, muitos postos vendem gasolina adulterada, com uma porcentagem de álcool ainda maior do que a lei permite, além de outras tantas porcarias, como querosene, solvente e até água. Por isso, aqui estão dois testes caseiros fáceis e rápidos, para você detectar se a gasolina que está colocando no seu barco é boa de fato.

2 testes rápidos

1 – Do copinho
Pegue um copo plástico descartável, daqueles brancos e moles, e coloque um pouco de gasolina dentro. Ela deverá amolecer e desmanchar o copo em pouquíssimo tempo — de 20 a 50 segundos. Quanto mais rápido isso acontecer, melhor será o combustível. Se demorar mais de um minuto, certamente ela é adulterada e estará prejudicando o rendimento do motor do seu barco.

2 – Do copo graduado
Coloque 100 ml de gasolina e 100 ml de água num copo de vidro graduado. A água não se mistura com a gasolina, que fica por cima. Já o álcool presente no combustível irá se misturar com a água, fazendo com que o volume do “líquido transparente” aumente. A quantidade de mililitros que aumentar corresponde à porcentagem de álcool e outras substâncias presentes. A lei permite, no máximo, 25% de álcool na gasolina.

Schaefer770