Fórum Náutico Paulista propõe lancha de até 20 pés completa por R$ 65 mil

0
10166

Na terceira reunião da Câmara de Motores e Acessórios para Barcos, do Fórum Náutico Paulista, que aconteceu nesta quarta-feira (07), os membros do grupo de trabalho debateram a criação de parâmetros para o programa “Meu Primeiro Barco”, que visa fomentar a indústria náutica em São Paulo e reduzir os custos de produção. O projeto prevê o lançamento de uma embarcação totalmente desenvolvida no Estado de São Paulo, especialmente desenhado para quem está começando a navegar.

A nova embarcação, a motor ou a vela, deverá ter entre 4,9 e 6,1 metros de comprimento (de 16 a 20 pés) e potência da motorização entre 60 e 90 hp, no caso de lanchas. O intuito deste projeto é criar um barco (de fibra, alumínio, inflável ou plástico rotomoldado) versátil, seguro e acessível, destinado ao uso em águas parcialmente abrigadas, como represas, rios, canais e baías. E terá como regra principal o preço limitado a R$ 65 mil, já completo para navegar, incluindo capota, material de salvatagem, carreta rodoviária e o próprio motor.

Para chegar neste valor final do barco, que pode ser monocasco ou multicasco, a ideia dos integrantes da Câmara de Motores e Acessórios para Barcos do Fórum Náutico Paulista, que tem a participação ativa da Revista Náutica, é padronizar todos os itens envolvidos na montagem da lancha ou do veleiro. Além disso, todos os itens do programa “Meu Primeiro Barco”, exceto o motor, deverão ser fornecidos exclusivamente por empresas paulistas, incluindo os projetos.

PUB Marine Express - 02/07/2020