Festival de esportes aquáticos tem abertura nesta sexta-feira, em Ilhabela

0
573
Foto: Divulgação

Consolidado como um dos maiores festivais de esportes aquáticos do Mundo, o Aloha Spirit é muito mais do que um campeonato esportivo e com atuações efetivas nas áreas social, cultural e ambiental. Prova disso é o tema escolhido para essa edição, “A Simbologia da Água”, buscando engajamento e atitudes dos participantes e do público presente em boas práticas em prol da sustentabilidade.

O evento terá a cerimônia de abertura nesta sexta-feira (12), às 19 horas, na Praia do Perequê, em Ilhabela, litoral norte de SP. O encontro será realizado no Espaço Conexões com o congresso técnico geral para todas as modalidades em ação no sábado e domingo (13 e 14), reunindo milhares de atletas, e logo após, o idealizador e organizador do Festival, João Castro, receberá a médica de aventura Karina Oliani e a apresentadora Carol Knopf para uma discussão sobre o que o Aloha busca alcançar e seu projeto ambiental.

Karina foi escolhida como “embaixadora” do Festival no tema “A Simbologia da Água” e conversará com o público sobre o que tem visto pelo Mundo, a agressão ambiental em larga escala, levantando essa bandeira de forma mais séria. “A gente não vai falar só de meio ambiente e o quanto o plástico é agressivo. Queremos começar a pegar essas pessoas e influenciá-las para quem mudem, de verdade, pequenos hábitos”, afirma João Castro.

Segundo ele, todas as ações do Festival se conectam ao tema criando uma “onda” de conscientização sobre a importância da preservação. “Também será lançada a plataforma de educomunicação Cola Bora Ativa, uma iniciativa de educação para a sustentabilidade que integra a campanha, em parceria com o Sebrae, com a ONU e seus projetos Mares Limpos e o projeto Menos 1 Lixo”, reforça.

Na questão ambiental, o Aloha Spirit terá uma grande programação de atividades em várias faixas etárias e diferentes tipos de público. “No Aloha Spirit, a água não representa apenas um ambiente onde fazemos a nossa celebração e o nosso encontro, em sua essência, ela contempla aspectos simbólicos que nos convida na edição de 2019 a refletir, observar, conhecer e nos inspirarmos para o estabelecimento de relações mais cuidadosas com este importante elemento gerador da vida”, argumenta o organizador.

As ações começarão “de dentro para fora”, incluindo a própria equipe da organização do evento, com a redução e gerenciamento de resíduos. Entre as práticas a serem adotadas estarão: utilização de restaurante local, evitando a geração de marmitas descartáveis; kit lanche do staff sem uso de embalagens plásticas e isopor, camisas da produção sem uso de embalagens plásticas.

LEIA TAMBÉM
>> Motores de popa a gás propano da Lehr serão uma das atrações do Rio
>> 1ª etapa da Copa Suzuki chega ao fim em Ilhabela
>> Jeanneau anuncia novo conceito de embarcação que une mono e multicasco

Também não serão usados canudos descartáveis (com canudos de bambu à venda); os resíduos orgânicos serão destinados para um pátio local de compostagem para uso em uma hora medicinal da ilha; os resíduos recicláveis serão acondicionados em lixeiras sinalizadas e destinados para o sistema de gerenciamento da ilha; para completar, serão disponibilizadas bituqueiras para o adequado armazenamento e destino final desse tipo de resíduo.

Além disso, a área de atendimento terá monitores da Ilha, incluindo jovens, mulheres e pessoas com deficiência e será realizada a qualificação de equipes de atendimento para atuarem como agentes ambientais. Na infraestrutura, serão utilizados elementos naturais que possuem menor pegada energética e que contribuem para aproximar as pessoas da natureza.

Também serão promovidas experiências de engajamento em torno do tema do Aloha. Entre elas, a roda de conversa com a ativista ambiental Karina Oliani; oficinas de educação ambiental bem como mutirão de limpeza em córrego e praia com crianças de escolas públicas locais; oficina kits sobre a problemática dos resíduos em parceria com a ONG Seu Lixo Meu; aulas de yoga; oficina de frases afetivas com a equipe de atendimento; painel interativo para registro do Manifesto Aloha Ilhabela: “O que eu faço por um mundo melhor”; e concurso de frases criativas sobre a Simbologia da Água, com a participação do público para estampar nas sinalizações do evento.

Já nas disputas esportivas, sábado e domingo, o Aloha Spirit terá uma provas já tradicionais, como va’a, conhecidas como canoas havaianas ou polinésias, natação em águas abertas, surfski, paddleboard, waterman e o stand up paddle (SUP), valendo pelo Circuito Mundial da Paddle League. Outra atração será a beach run, uma corrida de montanha.

O Aloha Spirit 2019 tem os patrocínios de Corona (Ambev) e Prefeitura Municipal de Ilhabela. Apoios: Mares Limpes e Menos um Lixo. Realização: Associação Magna de Desportes e Ecooutdoor com gestão e produção da Intercult e correalização da Secretaria de Turismo de Brasília.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones