Embarcações com bandeira estrangeira terão permissão para operar sob aluguel na Turquia

0
551
Foto: Reprodução

A proibição de embarcações de bandeira estrangeira operando como fretadas na Turquia nesta temporada foi derrubada, graças aos esforços das associações locais de iates e empresas de fretamento. Mas enquanto as negociações com autoridades do Ministério do Turismo foram bem-sucedidas, taxas foram impostas.

O Ministério do Turismo da Turquia informou que os barcos de bandeira estrangeira poderão operar durante a temporada de verão de 2019. No entanto, as novas taxas do Ministério para a operaçãosão agora 10 vezes maiores do que no ano passado.

LEIA TAMBÉM
>>Primeira usina de ondas da América Latina deve começar a operar em 2020
>>Brasília Yacht Day comemora 10ª edição no próximo dia 20
>>Medalhistas Olímpicos estão entre os destaques do Brasileiro ABVO de Veleiros de Oceano

As companhias de fretamento alegam que as altas taxas estão forçando-as a cancelar as reservas ou pagar as taxas por si mesmas para não incomodar os clientes. O prazo também está muito próximo da próxima temporada, e muitas companhias de charter se sentem constrangidas em pagar. A inscrição e os pagamentos devem ser feitos até 19 de abril de 2019.

Várias empresas de fretamento já começaram a cancelar suas reservas, afirmando que simplesmente não podem pagar as taxas, que são particularmente altas para as empresas de barcos a motor. Sua principal queixa é a de que a diferença entre o aluguel de barcos a remo e gulet ou o aluguel de grandes barcos a motor não é compreendida pelos líderes da indústria, e que as taxas nem sempre são justas.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones